A ação faz parte da campanha “Troque o Preconceito pela Prevenção” promovida pelo Centro de Atenção e Apoio à Vida Dr. David Capistrano (Caav)

Centenas de pessoas que circulavam em meio ao intenso movimento característico da Feira Livre do Bairro Brasil fizeram uma pausa para reflexão na manhã deste domingo, 1º de dezembro, Dia Mundial de Luta contra o HIV/aids. Para celebrar a data, a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, levou à população a oferta de serviços gratuitos, como a realização de testes para HIV e sífilis, além da distribuição de preservativos e material educativo.

Jaciara Mendes

A ação, que faz parte da campanha municipal “Troque o Preconceito pela Prevenção”, tem como objetivo sensibilizar a comunidade para a realização do teste HIV, para o uso do preservativo e para o combate ao preconceito. “Estamos em campanha em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids com o objetivo de mostrar que as pessoas que vivem com o HIV têm uma vida normal, ou seja, trabalham, estudam, se divertem. Porém, o ideal é não ter a doença, por isso, a campanha destaca também a prevenção com a oferta de exames e distribuição de preservativos, que é a principal forma de prevenção contra a Aids”, informou a coordenadora do Centro de Atenção e Apoio à Vida Dr. David Capistrano (Caav), Jaciara Mendes.

Cleidiane Nascimento

Na Feira do Bairro Brasil, as atividades chamaram a atenção de todos que circulavam pelo local. Para isso, um toldo foi montado exatamente no centro da feira para abrigar a equipe participante da atividade. A estudante Cleidiane Nascimento, que saiu apenas para fazer compras, voltou para casa satisfeita ao saber que terá mais informações sobre sua saúde. “Eu tava passando pela feira, vi a ação e parei, pois é bom saber mais sobre a saúde da gente e é melhor ainda por ser tudo gratuito”, contou.

Luiz Cláudio

Apenas dois minutos foi o tempo necessário para o operador de betoneira Luiz Cláudio de Jesus realizar o teste. Após 20 dias, ele pegará o resultado do exame no Caav. Para ele, encontrar o serviço em plena feira livre foi uma oportunidade positiva. “Gostei muito de fazer o exame, que foi rápido e que vai me deixar tranquilo, pois é sempre bom a gente ficar bem informado”, relatou.

Argeu Pinheiro

O servente de pedreiro Argeu Pinheiro, que mora em Alagoas e está em Vitória da Conquista há quase dois meses a trabalho, também aprovou a iniciativa. Segundo ele, a atividade serve de modelo para outros municípios. “Moro em Campestre e lá não tem uma ação como essa, mas deveria, pois é muito importante para gente está fazendo esses exames. Gostei muito dessa iniciativa da Prefeitura de Conquista”, opinou.

As ações promovidas pela Secretaria de Saúde, por meio do Caav, em referência ao 1º de dezembro entram em consonância com a proposta estabelecida desde outubro de 1987, quando a Assembleia Mundial de Saúde, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), instituiu a data como o Dia Mundial de Luta contra o HIV/aids.

Desde então, vários países unem forças para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas com HIV/Aids. No Brasil, a data foi adotada, a partir de 1988, por meio de uma portaria assinada pelo Ministério da Saúde.

Mais atividades – Para combater o preconceito e despertar a população sobre as formas de prevenção contra a Aids, as ações da Secretaria Municipal de Saúde continuam nessa segunda-feira, 2, a partir das 9h, na Praça 9 de Novembro. As atividades serão intensificadas com a distribuição de preservativos masculinos e femininos, orientações sobre a doença e realização de exame de HIV.

“Além dessa campanha que busca facilitar o acesso do teste às pessoas, essas ações também são realizadas diariamente lá no Caav. Ou seja, quem quiser é só procurar o centro que será atendido”, destacou Jaciara. Ainda conforme a coordenadora, mensalmente a unidade realiza cerca de 1.300 testes de HIV mensalmente.

O Caav fica localizado na Praça João Gonçalves, S/N, Centro de Vitória da Conquista. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone: (77) 3424-8934.