Prefeito e secretários participam de apresentação do Projeto do Parque Ambiental do Rio Verruga, com arquitetos da equipe da Jaime Lerner Arquitetos Associados

Na tarde desta quarta feira (04), o prefeito Herzem Gusmão, em comitiva formada por secretários de governo, compareceu ao auditório do Cemae para a apresentação do projeto urbanístico do Parque Ambiental do Rio Verruga.

A apresentação, feita pela representante da empresa Jaime Lerner Arquitetos Associados, Gianna de Rossi, exibiu o projeto do parque ambiental e o plano de ação para a revitalização do principal corpo hídrico da cidade: o Rio Verruga. O rio, que nasce na Reserva do Poço Escuro e deságua sob o Rio Pardo, já foi considerado um dos mais poluídos do Brasil e, hoje, tem recebido tratamento prioritário entre as ações do governo municipal.

“A ideia principal é trazer o protagonismo do rio na forma de um projeto paisagístico e urbanístico que valorize sua beleza natural”, afirma a arquiteta. De acordo com Gianna, o Parque Barigui, feito na gestão Lerner em Curitiba, foi uma das inspirações para a ideia da implantação de um parque ambiental em Conquista. “Apesar de ter sido esquecido durante anos, é possível revitalizar o rio, ou seja: trazer de volta à vida esse importante espaço”, ressalta.

Para o prefeito, a gestão municipal tem demonstrado um cuidado especial com o aspecto paisagístico da cidade, com a revitalização de suas praças e da melhoria da paisagem urbana, a exemplo das Praças Vitor Brito, Norberto Aurich e, mais recentemente, da Avenida Olivia Flores. “As praças são um local de convívio público, que embelezam e dão vida à cidade. A ideia desse Parque Ambiental, feita pela equipe de Jaime Lerner – que é um dos maiores urbanistas do mundo, dará um aspecto de modernidade e beleza dignos da grandeza de Vitória da Conquista” reitera o prefeito.

O secretário de infraestrutura urbana, José Antônio Vieira, assegura que o projeto, além de viável, fará intervenções pontuais no aspecto sócio-ambiental da cidade. “A apresentação do projeto demonstra que, além de corrigir as condições em que o rio hoje se encontra , terá uma mudança significativa na paisagem da cidade. Iremos tratar dos detalhes técnicos para viabilizá-lo o quanto antes”, relata o secretário.