O Governo Municipal sempre priorizou a participação popular, visando uma administração democrática, com geração de benefícios e resultados diretos para a população. O Orçamento Participativo, em vigor há 17 anos, é o meio pelo qual a população propõe, discute e decide sobre o orçamento municipal e as políticas públicas.

Por meio desse instrumento de participação, o OP, a comunidade da Estiva solicitou a construção de uma escola no povoado. Na noite dessa quarta-feira, 11, o prefeito municipal Guilherme Menezes se reuniu com a comunidade para assinar a ordem de serviço para início da obra. A Escola Municipal Padre Isidoro será totalmente reconstruída, com recursos do Tesouro Municipal que ultrapassam R$ 1,5 milhão.

A nova unidade escolar que será construída terá 11 salas de aula, além de mais duas salas, sendo uma para o espaço de leitura e outra para o laboratório de informática. Também haverá uma área administrativa, sala para professores e um pátio amplo para a socialização dos alunos.

O prefeito, Guilherme Menezes destacou os investimentos da Prefeitura Municipal na área da Educação. “O povoado da Estiva cresceu assim como o número de crianças e adolescentes. Por isso, vamos fazer com que a nova escola seja uma das maiores de Vitória da Conquista. Nosso governo se baseia na participação da comunidade, dessa forma temos trabalhado de maneira intensa e até o momento mais de 160 unidades de ensino já passaram por processos de reforma, ampliação e construção”, afirmou.

A Escola Municipal Padre Isidoro foi construída na primeira gestão do Governo Municipal, em 1997, de modo a assegurar a universalização da educação. “Um novo empreendimento dará lugar a antiga escola, proporcionando um espaço mais amplo para professores e alunos. Tudo isso é fruto de uma força política que atua para atender as necessidades atuais e futuras do povoado, uma vez que o município está em pleno desenvolvimento em todos os seus setores”, afirmou o secretário interino de Educação, Ricardo Marques.

O coordenador do Orçamento Participativo, João Alberto, aproveitou a oportunidade para falar sobre a importância desse instrumento de participação popular. “Para nós é um motivo de muita alegria a assinatura dessa ordem de serviço. Quando andamos pelos povoados e distritos, percebemos que todos os equipamentos públicos estão chegando ainda mais à zona rural. Por meio do OP, tem se construído uma administração mais justa para toda a população”, explicou.

Representando a Câmara de Vereadores, o vereador Gilzete Moreira, expôs a sua felicidade com a assinatura da ordem de serviço. “Nosso povoado está em festa. A Estiva está crescendo a cada dia e com a participação efetiva do Orçamento Participativo e da vontade política do Governo, o sonho da escola nova está sendo concretizado”, disse.

Vivaldo Silva é membro executivo do OP e uma das lideranças no povoado. Para ele, o Orçamento é um ato de cidadania. “É um instrumento que tem facilitado a integração da comunidade junto ao governo e que tem honrado todos os seus compromissos. Tenho muito orgulho de participar desse movimento que é um verdadeiro exemplo de cidadania. Solicitamos apenas uma reforma, mas fomos agraciados pelo nosso prefeito, com a construção de uma nova escola.”, disse.

Também estiveram presentes no evento, os vereadores Ricardo Babão e Luciano Gomes, secretários, coordenadores e gerentes do Governo Municipal.

População agradecida – Maria Aparecida teve a oportunidade de participar das reuniões para a construção da Escola Municipal Padre Isidoro, em 1997. Hoje, com 73 anos, 8 filhos, a moradora – mais conhecida como “Maria Parteira” – fala da felicidade de ver a antiga escola dar lugar a uma mais moderna e dentro dos padrões de qualidade das unidades que já foram beneficiadas. “Participei de todas as reuniões; eu cresci aqui, casei, e todos os meus filhos estudaram nessa escola. Também presenciei as três reuniões que discutiram a construção da nova escola e, com fé em Deus, estarei viva para ver a sua inauguração”, relatou.

A agente de saúde do povoado, Nivalda Santos, mora há muitos anos na Estiva e está muito satisfeita com mais esse compromisso honrado pelo Governo Municipal. “Todos nós da comunidade participamos, através do Orçamento Participativo para que esse momento acontecesse. Agora, estamos diante da realização de mais um sonho e ver nossa solicitação sendo atendida é maravilhoso para mim que moro no povoado há muitos anos e para todos os outros moradores”, afirmou.

Liliane Barros mora há dez anos no povoado e também fala da sua alegria. “Meu filho Victor, de 10 anos, estuda aqui e a construção da nova escola vai valorizar bastante o povoado. Isso é muito importante para todos nós. Era uma necessidade nossa um colégio maior para atender mais alunos e agora vai ficar muito bom”, realçou.