Depois de quatro noites de festejos juninos no Arraiá da Conquista – os quais, como registrou a prefeita Sheila Lemos, “foram uma maravilha, sem confusão nem intercorrências” –, a gestora voltou a cumprir agenda oficial no Gabinete Civil nesta segunda-feira (27). Na presença do arcebispo Metropolitano de Vitória da Conquista, Dom Josafá Menezes da Silva, de vereadores e lideranças comunitárias, a prefeita assinou duas ordens de serviço.

 

A primeira autorizou o início da obra de revitalização da área do Cristo na Serra do Periperi. “Glória a Deus! Está assinado!”, comemorou a prefeita, após colocar sua assinatura no documento, que também foi assinado pelo secretário municipal de Infraestrutura Urbana, Jackson Yoshiura, e pelo presidente da Empresa Municipal de Urbanização (Emurc), Diêgo Gomes. A Emurc já começa a executar os serviços amanhã (28).

“É com muita alegria que assinamos esta ordem de serviço”, exultou a prefeita. “Assim que concluirmos a primeira etapa da obra, os outros recursos serão liberados, etapa por etapa. Logo, estaremos lá, num lugar muito aprazível, apreciando o pôr do sol da Serra do Periperi”, explicou Sheila.

Dom Josafá Menezes comemorou a autorização para a obra no Cristo e presenteou a prefeita Sheila Lemos com um terço e compartilhou o sentimento manifestado pela gestora. “É uma alegria muito grande”, afirmou. “Logo, vamos nos encontrar para podermos dar corpo a esta iniciativa de trabalhos em parceria”, complementou o religioso.

Dom Josafá se referia ao trabalho de restauração da estátua do Cristo, que será um trabalho à parte. Para essa empreitada, a Arquidiocese sairá em busca de parcerias com a sociedade civil, e contará com o apoio da Prefeitura na parte de infraestrutura. O monumento deverá ser revitalizado pela mesma equipe de artistas que trabalho no teto da Catedral de Nossa Senhora das Vitórias. “A gente não pode deixar de fora a estátua, que é a razão de ser daquele entorno”, disse o líder católico, que participou do evento ao lado do monsenhor Gérson Bittencourt.

Drenagem no Panorama

A outra assinatura da prefeita Sheila Lemos autorizou o início da construção do sistema de drenagem no Alto do Panorama. Uma promessa de campanha dela e do ex-prefeito Herzem Gusmão e uma aspiração antiga da comunidade. Os recursos, viabilizados por meio do Financiamento à Infraestrutura e Saneamento (Finisa II), com contrapartida municipal, totalizam R$ 8.562.599,62. A obra envolve a construção de uma bacia de contenção que será ligada ao canal de drenagem principal do Santa Cecília.

A primeira fase, que também começa nesta terça-feira (28), a cargo da Emurc, será a construção do reservatório no qual será retida a água trazida pela tubulação de drenagem. Em seguida, serão instalados os tubos que, ao serem encaixados, vão compor uma rede de tubulação com aproximadamente 80 metros de extensão. Esses tubos, por sinal, já estão em Vitória da Conquista – o que garante a celeridade do serviço.

A prefeita Sheila Lemos com lideranças comunitárias do Panorama, entre as quais o ex-vereador Álvaro Pithon

A prefeita Sheila Lemos informou que do asfalto só poderá ser colocado depois que todo o sistema de drenagem estiver concluído. “Não podemos pavimentar sem fazer antes a drenagem, pois seria jogar dinheiro fora e ainda é proibido por lei. E todos nós, que pagamos impostos, sabemos a importância do bom uso dos recursos públicos”, avisou. “Foi um esforço de muitos. Fizemos a várias mãos, para que a largada pudesse ser dada agora”, disse ainda a chefe do Executivo Municipal.

O comerciante Jorge Santos, morador do Alto do Panorama, já consegue imaginar os benefícios que serão trazidos pela construção do sistema de drenagem. “Quando chove, os moradores não podem sair de moto. Fica tudo cheio de buraco, pedra e entulho. Nem os carros de resgate, nem os da polícia podem entrar. Agora, só vai ser alegria. Vai mudar tudo isso”, afirmou o líder comunitário, que participou do ato oficial acompanhado por outros moradores, os xarás Gérson de Oliveira, pedreiro, e Gérson Santos, açougueiro.

Eurípedes e a filha, Eliane

Outro representante da comunidade, também presente à reunião, foi Eurípedes Santos. Do alto de seus 93 anos, ele é simplesmente o morador mais antigo do Alto do Panorama. É considerado o fundador do bairro, pois era o proprietário da antiga fazenda de 100 hectares que, após ter sido loteada, há quase cinquenta anos, deu origem às áreas urbanas que hoje equivalem ao Panorama I e ao Panorama II. “Recebo essa notícia com muita satisfação, por mim e pelo povo do bairro”, disse o morador.

“Essa obra era um sonho de todos”, afirmou ainda a filha de Eurípedes, Eliane Leite, de 60 anos, que aproveitou para, ao lado do pai, entregar um buquê de flores à prefeita Sheila Lemos.