Projeto já tem um núcleo no bairro Panorama, que atende a 200 crianças da Escola Municipal Lycia Pedral

Em reunião nesta quarta-feira (4), a prefeita Sheila Lemos autorizou a abertura de novos núcleos do projeto “Esporte para Além das Fronteiras” em bairros da Zona Oeste de Vitória da Conquista. A ampliação já estava prevista desde o ano passado, quando foi implantado o primeiro núcleo, no bairro Panorama, que beneficiou inicialmente 200 crianças matriculadas na Escola Municipal Lycia Pedral. A iniciativa foi viabilizada por meio de parceria entre a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação (Smed), e o Instituto Irmãos Nogueira.

“Vocês têm todo o nosso aval para continuar”, determinou Sheila, no encontro que reuniu o coordenador do instituto na Bahia, Luciano Nogueira, o coordenador municipal de Esportes, Luciano Pina, e a assessora especial do Gabinete, Cléa Malta. Os novos núcleos deverão contemplar aproximadamente 1,4 mil crianças e adolescentes com idade entre 8 e 16 anos, que estudam em escolas municipais localizadas em bairros como Bruno Bacelar, Nossa Senhora Aparecida, Ibirapuera,Vila Serrana e Jardim Valéria, entre outros que ainda serão definidos.

O processo licitatório referente à abertura dos núcleos está em andamento. Já está certo, no entanto, que haverá novas instalações do projeto nos estádios municipais Murilão e Edvaldo Flores, nos quais as crianças do entorno terão acesso gratuito a aulas de jiu jitsu e muay thai. Também está prevista a inclusão de outras modalidades, a exemplo de judô, caratê e, possivelmente, boxe. As sedes dos outros núcleos estão sendo discutidas.

Conforme o acordo entre a Prefeitura e o instituto, a parte de infraestrutura, incluindo a manutenção do espaço e o fornecimento dos materiais esportivos, será viabilizada pelo Governo Municipal. Toda a metodologia pedagógica será de responsabilidade do instituto, que é mantido pelos irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro, nascidos em Vitória da Conquista e hoje reconhecidos internacionalmente entre os maiores nomes do cenário das artes marciais. “Nosso objetivo não é formar atletas. É formar cidadãos”, afirmou Luciano Nogueira.

“Além de receberem todos os equipamentos, como quimonos e fardamento, eles também vão receber lanches depois dos treinos”, explicou o coordenador.

Sheila analisou detalhes do projeto, que deverá beneficiar mais 1,4 mil crianças e adolescentes

Prefeita recebeu campeões da DS Academy e prometeu manter parceria

Antes da reunião sobre o projeto “Esporte para Além das Fronteiras”, a prefeita recebeu a visita de professores, pais e alunos da DS Academy, que, no dia 17 de dezembro, sagrou-se campeã nas categorias sub-12, sub-14 e sub-16 do Campeonato Municipal de Escolinhas de Futebol, realizado pela Liga Conquistense de Desportos Terrestres (LCDT) com apoio da Prefeitura. Uma camisa das equipes da escolinha foi entregue à prefeita.

A DS Academy mantém parceria com o Governo Municipal, que cede o espaço do Estádio Municipal Edvaldo Flores para que os garotos treinem diariamente. A instituição também recebe jovens atletas que se destacam no projeto social mantido pela Coordenação Municipal de Esportes, oferecendo-lhes aulas gratuitas.

“Estamos colhendo frutos”, afirmou o proprietário da DS Academy, Danilo Santos. “Estamos muito felizes com o desempenho dos meninos e esperamos continuar a contar com o apoio da Prefeitura, para poder alçar novos voos”, acrescentou o empresário.

Ao lado dos jovens atletas, Sheila mostra a camisa que ganhou da escolinha multicampeã

Novos voos, por sinal, estão na agenda do jovem Júlio César Santos, de 12 anos. Em março, acompanhado pela mãe, a diarista Silvana Santos, 38, e pelo irmão Pedro Antônio, 6, ele deve viajar para Porto Alegre, onde vai jogar nas categorias de base do Grêmio – clube do qual já é contratado.

Júlio César começou a chamar atenção por seu talento no projeto social da Prefeitura, o que motivou o coordenador Luciano Pina a encaminhá-lo para treinar na DS Academy. Jogando pela escolinha, ele foi campeão e vice-artilheiro na categoria sub-12, marcando três gols. “Estou feliz por ter uma oportunidade dessa. Não é qualquer clube”, disse o jovem atleta, que costuma jogar como lateral-esquerdo e torce pelo Flamengo.

Silvana e o filho Júlio César, de 12 anos, revelado em projeto social da Prefeitura e já contratado para jogar na base do Grêmio

Esporte ajudou na disciplina do garoto

A mudança para a capital gaúcha já está definida. Silvana e Danilo Santos estão em contato com os dirigentes do Grêmio para acertar outros detalhes da mudança, como a escola em que o garoto será matriculado e o imóvel onde a família vai viver. Atualmente, eles moram no bairro Alto Maron. O garoto cursa o 6º ano do Ensino Fundamental na Escola Municipal Mário Batista.

Silvana acompanha com atenção a evolução do filho, tanto na parte técnica como no aspecto disciplinar. “O esporte ajudou muito, principalmente na questão da disciplina. É muito bom, porque tira muitas crianças da rua”, ressalta. “Desde pequeno, ele odiava carrinho, boneco. Os brinquedos que ele queria ganhar sempre foram bola, meião, chuteira e camisa de time. Hoje, é um sonho realizado. Aos poucos, ele vai conseguindo. Estou feliz porque ele está feliz”, afirma Silvana.