Núncio Apostólico entrega Pálio Arquiepiscopal a Dom Josafá Menezes

No final desta tarde (7), na Catedral Metropolitana Nossa Senhora das Vitórias, a Arquidiocese de Vitória da Conquista celebrou a entrega do Pálio Arquiepiscopal, abençoado pelo Papa Francisco em 29 de junho de 2020, pelas mãos do Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giambattista Diquattro*, representante diplomático permanente da Santa Sé no país.

Durante a missa solene, a prefeita Sheila Lemos leu uma mensagem parabenizando o arcebispo Dom Josafá pelo recebimento do Pálio Arquiepiscopal. “Estamos orgulhosos com essa imposição sobre seus ombros do Pálio Arquiepiscopal, pois sabemos que é o coroar de anos dedicados ao cuidado para com o rebanho cristão, e que nessa lida investiste toda a sua vida”, declarou Sheila.

Sheila leu uma mensagem em homenagem a Dom Josafá

Ao longo da celebração que contou com a participação do arcebispo emérito Dom Gonzaga Pepeu, ex-arcebispo de Vitória da Conquista, o Núncio explicou a origem do pálio, que foi tecido e bordado no Mosteiro de Santa Cecília, na Itália e o seu significado para igreja: “o pálio nos lembra do jugo suave de Cristo”.

A cerimônia contou ainda com a participação de padres, religiosos, religiosas, presbíteros e arcebispos de outras arquidioceses. Na sua homilia, Dom Josafá lembrou a todos que esta é a primeira vez que a catedral de Vitória da Conquista preside esta solenidade, que até 2015 era realizada exclusivamente no Vaticano, e que estava pronta para acontecer em 2020, mas a pandemia adiou para o dia de hoje com a presença do Núncio Dom Giambattista.

“O pálio que acabo de receber, não é algo que diz respeito somente a minha pessoa, é uma prerrogativa de toda igreja diocesana, cada um de nós, com os sacramentos que recebeu, respondendo a própria vocação, é convidado por Jesus Cristo, seguindo o exemplo de Maria Santíssima, sua mãe, a mergulhar na santa manjedoura da igreja que busca a ovelha perdida, carregando sobre os ombros, a frágil e a forte para conduzi-las as fontes de vida nova” ressaltou Josafá.

Sheila e demais autoridades políticas, militares e eclesiástica dão as boas-vindas ao representante da Santa Sé no país

Sobre o Pálio – A palavra derivada do latim pallium, significa manto de lã; é um adereço litúrgico usado na Igreja Católica, consistindo de uma faixa de pano de lã branca que é colocada sobre os ombros dos Arcebispos.

Representa a ovelha que o pastor carrega nos ombros, assim como fez Cristo com a ovelha perdida. Desta forma, podemos dizer que o pálio é o símbolo da missão pastoral do bispo. O pálio é também a prerrogativa dos arcebispos metropolitanos, como símbolo de jurisdição em comunhão com a Santa Sé.

*Giambattista Diquattro nasceu em Bolonha, Emília-Romanha, Itália, em 18 de março de 1954. É arcebispo, diplomata, teólogo e canonista. Foi ordenado sacerdote em 1981. Recebeu seu mestrado em Direito Civil na Universidade de Catânia, e doutorado em Direito Canônico na Pontifícia Universidade Lateranense em Roma e mestrado em Teologia Dogmática na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma. (Informações da Arquidiocese de Vitória da Conquista).