Na manhã desta segunda-feira (11), a prefeita Sheila Lemos recebeu em seu gabinete representantes da Associação Brasileira Superando a Mielomeningocele (ABSAM) e da Associação de Paralisia Cerebral de Vitória da Conquista (APCV) acompanhadas do vereador Delegado Marcus Vinicius.

Durante a reunião, a prefeita ouviu demandas das associações e reafirmou o compromisso da Prefeitura Municipal de buscar melhorias na assistência das crianças com Mielomeningocele para além da primeira infância, que é o preconizado atualmente pelo SUS. “Sabemos que esse é um problema grave e nos colocamos à disposição inclusive para levarmos o pleito dessas mães ao Ministério da Saúde, pois precisamos fazer uma política pública que pense nesse indivíduo durante toda a sua vida”, afirmou Sheila Lemos.

Jamile Novaes

“Agradecemos a prefeita por ouvir as nossas demandas e entendemos algumas das dificuldades, mas ao mesmo tempo pedimos que o Governo Municipal continue com olhar atento para as nossas crianças, pois elas têm necessidades específicas”, disse Jamile Novaes, mãe de uma menina de 8 anos que tem meningocele – doença congênita que provoca uma má formação na coluna vertebral da criança e pode levar à paralisia dos membros inferiores e problemas de desenvolvimento intelectual, disfunções intestinais, gênito-urinárias e ortopédicas.

O vereador Delegado Marcos Vinicius lembrou que já se reuniu com a prefeita outras vezes para tratativas relacionadas a crianças com mielomeningocele e sempre foi bem atendido. “ Sabemos que a evolução é um pouco lenta em face das dificuldades orçamentárias e de material humano, porém o mais importante é que a prefeitura está sensível a essa causa e houve evolução”, destacou.

Também estiveram presentes a secretária municipal de Saúde, Ramona Cerqueira, e o secretário chefe do Gabinete Civil, Lucas Dias.