Às 19h deste sábado (25), a prefeita Sheila Lemos se reuniu com oito vereadores de Vitória da Conquista para informar as principais ações do Governo Municipal no dia de hoje diante das consequências das fortes chuvas que atingem o município e debater as intervenções imediatas nos locais que podem sofrer inundação devido ao risco de rompimento de barragens, além do auxílio à população afetada.

A prefeita informou que as barragens com risco iminente são Fazenda Beija-Flor (distrito Sede) e Cearense (Iguá). Estão sendo monitoradas, ainda, duas barragens no distrito de José Gonçalves e algumas localidades de Inhobim por conta do Rio Pardo. “As barragens estão sendo monitoradas pela Defesa Civil do Município e algumas também pelo órgão estadual. Convidamos vocês para ouvir sugestões e pedirmos que orientem as comunidades que vocês têm base de apoio”, solicitou a prefeita. Ela explicou que há 30 anos não chove tanto em Vitória da Conquista, por isso é preciso orientar as pessoas mais jovens sobre os locais que correm risco de inundação.

O presidente da Câmara de Vereadores, Luís Carlos Dudé, afirmou o compromisso da Casa para amenizar os prejuízos sofridos pela população. “A Câmara vai estar diuturnamente com a Prefeitura no que precisar fazer. É momento de união. Não vamos medir esforços para reestruturação do município”, declarou Dudé, que anunciou um ponto de arrecadação de donativos na própria Câmara de Vereadores.

Além da prefeita e do presidente Dudé, participaram da reunião os vereadores Edjaime Rosa (Bibia), Chico Estrela, Valdemir Dias, Ivan Cordeiro, Nildo Freitas, Nelson de Vivi e Orlando Filho, além do secretário de Serviços Públicos, Luís Paulo Santos, do procurador-geral do Município, Edivaldo Ferreira Júnior, o assessor Marcelo Melo e o coordenador do Deserg, Lucas Batista.