Começa nesta quinta-feira (18) a etapa de ampla escuta do programa Governando com as Pessoas da Prefeitura de Vitória da Conquista. Nesta primeira fase, que vai até o dia 28 de janeiro, os moradores dos bairros Ibirapuera e Alto Maron, além do distrito de Inhobim, poderão preencher o formulário, sugerindo as obras e serviços a serem feitos em suas localidades.

Um novo encontro entre mobilizadores do programa, moradores e líderes comunitários do bairro Alto Maron, aconteceu nessa quarta-feira (17), na quadra da praça “CEUs” J.Murilo, servindo para apresentar o Governando com as Pessoas e enfatizar a necessidade da participação comunitária na escolha das melhorias a serem implementadas. Na última terça-feira, o mesmo encontro aconteceu no Ibirapuera e em Inhobim.

De acordo com a secretária de Governo, Geanne Oliveira, durante as reuniões, a população teve um espaço aberto para o diálogo e esclarecimento de dúvidas sobre as vantagens de participar do programa e seu funcionamento. “A melhor forma do governo atender as necessidades se dá através dessa escuta popular, onde se procura saber exatamente a real necessidade dos moradores”, explicou.

Cristina Fernanda é moradora do Alto Maron e resolveu participar da reunião por acreditar ser fundamental envolver o máximo de pessoas possível nesse processo. “A iniciativa de disponibilizar um aplicativo para os moradores votarem nas melhorias que mais precisam é muito importante. Quanto mais gente participar, maior será o impacto positivo no bairro. Compartilhar nas redes sociais também é uma excelente ideia para alcançar um número maior de pessoas”, destacou a moradora.

Sobre as etapas de escolha 

Para participar, cada cidadão deve preencher o formulário, que é a etapa de ampla escuta. Lá, a pessoa informa seu nome, CPF e número para contato e diz se mora na zona urbana ou na zona rural, em seguida, escolhe o bairro ou o distrito. Depois, seleciona a categoria na qual se enquadra a sua sugestão de obra ou serviço.

Por exemplo, se você quer a reforma da quadra do Ibirapuera, marca a opção “lazer”; já se prefere o recapeamento asfáltico de uma rua do Alto Maron, marca a opção “infraestrutura”, mas se deseja a reforma de uma unidade escolar de Inhobim, clica em “educação”. Além das mencionadas, há outras quatro categorias macros (saúde, segurança, economia e serviços).

Em cada categoria macro, tem as categorias micro. Por exemplo, na categoria “serviços”, há 14 subitens. Depois de escolher essa subcategoria, a pessoa poderá preencher sua sugestão.

A partir do que for indicado pela população neste formulário, a Prefeitura vai construir o primeiro menu de sugestões, na plataforma já testada durante o projeto-piloto, para que as pessoas escolham as intervenções que preferem.

A partir daí, será disponibilizado um segundo menu, que vai listar as prioridades a serem eleitas pela população. Essas obras ou serviços escolhidos  serão executadas pela Prefeitura. O Governo Municipal também vai disponibilizar espaços como os Cras e escolas municipais, para que a comunidade tenha acesso a computadores com internet, e servidores preparados para atender e esclarecer dúvidas sobre a participação no programa Governando com as Pessoas.