“Palmas para Conquista” – Programa de Convivência com o Semiárido, desenvolvido pela Prefeitura de Vitória da Conquista – foi tema de uma audiência pública realizada nesta manhã de quinta (19), na Câmara de Vereadores. A iniciativa do debate e da homenagem foi da vereadora Lúcia Rocha. Na ocasião, ela entregou uma placa de homenagem ao prefeito Herzem Gusmão, que esteve presente no evento.

Da esquerda para a direita: ex-deputado federal, Elquisson Soares; idealizador do Programa, Reuber Matos, deputado estadual, Thiago Correia; prefeito Herzem Gusmão; vereadora Lúcia Rocha; secretário de agricultura, Gilmar Ferraz; secretária de governo Geanne Oliveira; apenado Geovane Pereira.

O gestor fez um apanhado do programa e comentou: “Não tínhamos como colocar o Palmas para Conquista para funcionar, até que surgiu a ideia de fechar uma parceria com o programa de ressocialização. Se não fossem os apenados, não existiria o Palmas para Conquista”, contou Herzem. Ele ainda agradeceu a vereadora Lúcia por ter solicitado do deputado Adolfo Viana a destinação de uma emenda para compra de trator para o projeto. “A máquina já está no Deserg e logo estará servindo ao projeto Palmas para Conquista”, concluiu.

Lúcia relatou a importância do projeto Palmas para Conquista para a zona rural de Conquista: “Esse projeto chega como um alento para a população que mais precisa. É fantástico em sua magnitude e temos que agradecer ao prefeito Herzem Gusmão por abraçar a ideia e por ter tido coragem de investir nela”.

Entidades, a exemplo do Sebrae e de universidades, e os apenados que fazem parte do projeto Palmas para Conquista também foram homenageados pelo trabalho que vêm desenvolvendo na zona rural da cidade de Vitória da Conquista. O apenado Geovane Pereira dos Santos agradeceu a oportunidade que tem recebido. “Essa oportunidade é muito importante pra cada um de nós. É uma ajuda essencial”, disse.

A agricultora familiar Nilza Meira é da região de Inhobim e já recebeu cinco mil mudas de palmas forrageiras. “Participei de uma capacitação e resolvi me inscrever no projeto. A palma me trouxe esperança, voltei a trabalhar no que é meu. Esse programa veio para nos ajudar”, contou. Ao todo, o Programa já distribuiu, gratuitamente, 600 mil mudas de palmas forrageiras a 120 produtores rurais.