Encontro tratou da conscientização sobre a importância de se prevenir contra o câncer de mama

Motivada pela Campanha Outubro Rosa, cuja função é conscientizar as mulheres e a sociedade em geral a respeito da importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, a Secretaria Municipal de Serviços Públicos reuniu suas servidoras – todas portando no peito o laço cor-de-rosa, símbolo mundial da campanha – para informá-las a respeito do assunto. O encontro ocorreu na manhã desta sexta-feira, 20, no Centro Glauber Rocha.

Além de desfrutar de um café da manhã, as servidoras assistiram a duas palestras: uma sobre o impacto psicológico gerado pelo câncer de mama (ministrada por Taís Lima) e outra a respeito da prevenção contra a doença (a cargo de Daniela Silva). Houve ainda um testemunho da servidora municipal Jocélia Rocha Brito, que atualmente passa por tratamento contra o câncer de mama.

“O Brasil inteiro, aliás, o planeta, está imbuído na conscientização. E a Prefeitura está envolvida. Nós temos de ter cuidados especiais com a mulher”, observou o prefeito Herzem Gusmão, ao falar às servidoras.

O secretário de Serviços Públicos, Ivan Cordeiro, também classificou o encontro como um “trabalho de conscientização” e ressaltou outros motivos para realizá-lo: “É um momento também de unir as servidoras e valorizar cada uma delas”.

‘Conscientizar’ – Foi essa a percepção da servidora Elisabete Santana, 57, que há três anos trabalha como gari. “Este encontro fortaleceu mais essa conscientização, para a gente prevenir”, afirmou.

Para Tailene Souza, 28, da Gerência de Posturas, a questão da prevenção também mereceu destaque. “Esta reunião serve para nos alertar quando não damos atenção ao nosso próprio corpo, a um nódulo pequeno, que pode crescer e ser um câncer”, disse a servidora.

“Então, esta reunião parte do princípio de nos conscientizar de que o câncer de mama tem como ser curado, prevenido. Já é de grande valia nos reunir para tal objetivo”, conclui Tailene.

Estima-se que a incidência do câncer de mama tenha tido um crescimento de 5% a 10% nos últimos dez anos. No entanto, as taxas de curas são altas (95%), desde que a doença seja diagnosticada de forma precoce.

Casa Rosa – Durante o encontro com as servidoras, o prefeito Herzem Gusmão confirmou que a Prefeitura de Vitória da Conquista conseguiu recentemente, junto ao Ministério do Desenvolvimento Social, R$ 700 mil para a implantação de uma casa destinada ao acolhimento de mulheres que foram vítimas de violência. Segundo anunciou o prefeito, a instituição deverá se chamar Casa Rosa.