Começou nesta quarta-feira (26), as atividades do segundo grupo terapêutico “Mulheres de Fibra: diálogos, estratégias e intervenções no contexto da fibromialgia.” Promovido pela Prefeitura Municipal, por meio do Núcleo de Atenção e Saúde do Trabalhador (Nast), a iniciativa tem como objetivo auxiliar as servidoras municipais que vivem com a doença a ter melhor qualidade de vida.

Suporte psicoterápico, dicas sobre o autocuidado e troca de experiências são algumas técnicas utilizadas no grupo, que contará com oito encontros mensais. A psicóloga do Nast, Leila Lopes, explicou que o segundo grupo surgiu a partir da demanda das servidoras. “Quando abrimos as inscrições para o primeiro grupo, tivemos 50 inscritas; e para chegar ao objetivo da terapia, precisamos de 15 a 20 pessoas no grupo, por isso estamos iniciando esse novo hoje”, ressaltou.

Servidora da Secretaria Municipal de Saúde, Jussara Bastos é uma das participantes do grupo e tem expectativas positivas em relação à terapia. “Além de melhorias no dia a dia, pretendo ajudar outras pessoas que passam pelo mesmo problema que eu”, finalizou.