Com o objetivo de debater iniciativas para preservar a cultura genuinamente produzida em Vitória da Conquista, a prefeita Sheila Lemos recebeu em seu gabinete, nesta segunda-feira (22), o secretário de Cultura, Xangai, e o músico Diro Oliveira. Cantor e compositor com mais de 30 anos de carreira, Diro é entusiasta de um estilo peculiar da música conquistense, o blues da catingueira, que mistura elementos clássicos do blues, como a guitarra e a gaita, à sonoridade de pandeiros e violas. Diro é vocalista da banda Café com Blues, que entoa canções com o resgate da temática do sertão e da caatinga.

De acordo com o músico, ex-aluno do Conservatório Municipal de Música, a cultura é uma chave para a mudança de mentalidade da população. “A minha maior preocupação é que essa veia cultural que temos aqui na cidade, a exemplo da que é produzida por músicos como Papalo Monteiro e Geslaney Brito, entre outros ligados ao cancioneiro popular, chegue à juventude. Por isso, vim conversar com a prefeita hoje”, disse Diro. Ele iniciou na música aprendendo saxofone e flauta transversal, instrumento que toca até hoje.

Segundo a prefeita Sheila Lemos, a preocupação do músico é legítima. Ela lembrou que a preservação da cultura na cidade é um dos temas prioritários do Governo para Pessoas. “Estamos empenhados em elaborar projetos, buscar recursos e também o apoio da iniciativa privada para a preservação da cultura da nossa cidade”, enfatizou.

Um exemplo foi a aquisição da casa onde o cineasta conquistense Glauber Rocha viveu do nascimento até os nove anos, localizada na Rua Dois de Julho. A prefeita explicou que o projeto prevê para o espaço um museu interativo acerca da obra do cineasta, como forma de atrair os jovens para conhecer a história de Glauber. Além desse projeto, a gestora ressaltou outros, como o que pretende transformar o antigo Cine Madrigal em cineteatro.

Como resultado do bate-papo entre os gestores e o músico, uma das sugestões levantadas será tema de um próximo encontro, desta vez, entre os gestores da Cultura e da Secretaria Municipal de Educação. A ideia é que as escolas municipais trabalhem em sala de aula as obras dos artistas da terra, para apresentar a produção local. Além do secretário Xangai, outros membros da Secretaria de Cultura participaram da reunião.

Diro Oliveira

Conquistense nascido em um cenário cheio de cultura e arte, Diro Oliveira é filho do fotógrafo Hildebrando Oliveira e irmão de Thomaz Oliveira, multi-instrumentista e também componente da Café com Blues. Desde criança já participava das rodas de violas que aconteciam na varanda da casa de seus pais.

Em 1996 começou a tocar zapoña e quena, instrumentos andinos que ampliaram o seu caminho na música. Foi nessa época que ele também começou a participar de festivais de música em todo o Brasil. Hoje, Diro se dedica à Banda Café com Blues que já tem 18 anos de estrada.