Nesta terça-feira (13), a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), realizou mais uma etapa do Bolsa Família Móvel (BFM), desta vez na comunidade do Choça, localizada na região de Lagoa das Flores, onde 56 famílias foram atendidas pelo Cadastro Único (CadÚnico) e 26 pelo Cras no Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF). A ação, que também contou com a equipe do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro Nossa Senhora Aparecida. aconteceu na Escola Municipal Robert Kennedy.

Em pé, a gerente do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro Nossa Senhora Aparecida, Eliude Silva Bonfim

A gerente do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Aparecida, Eliude Silva Bonfim, destacou a importância de se levar os serviços até a comunidade, pois a população da localidade teria dificuldade na cidade, por conta do gasto com transporte. Ela explicou que o Cras realiza um trabalho de acompanhamento familiar, a exemplo de encaminhamento para o fórum para se obter um documento civil. “O Cras continua neste acompanhamento familiar para saber se a família conseguiu ou não. Então elas não ficam desassistidas por nós”, afirmou.

Lucinélia Santos Tavares

Moradora na localidade há seis anos, Lucinélia Santos Tavares elogiou a iniciativa do governo municipal. “Porque não precisamos sair daqui para poder fazer o serviço”, disse ela, que foi fazer o cadastramento no Cras. Já a lavradora Luzinete Silva de Jesus, moradora há 17 anos na comunidade, foi em busca de encaminhamento para dois exames de saúde para sua filha. Para ela, a ação da Prefeitura também foi muito boa, pois, segundo Luzinete, o centro da cidade é distante e às vezes ela não tem como pagar o transporte. “Então vindo aqui já facilita muito para todos”, afirmou.

Para a coordenadora de Renda e Cidadania e Gestora do CadÚnico, Gleisse Oliveira Cruz, a descentralização do CadÚnico é leva o atendimento do serviço até as comunidades que não teriam acesso ou teriam dificuldade para acessar. Ela diz que a ação inclui os condomínios Minha Casa Minha Vida e comunidades da zona rural. “Também estamos fazendo atendimento em vários postos na cidade, nos oito Cras, na Prefeitura da Zona Oeste (PZO), além do nosso atendimento que já tínhamos na Semdes. E percebemos a necessidade de levar o serviço para mais próximo das comunidades, porque a dificuldade é muito grande, principalmente neste período de pandemia “, comentou Gleisse.

Lucidalva Pereira Gonçalves, Luzinete Silva de Jesus (moradora) e a coordenadora Gleisse Oliveira Cruz

ID Jovem – O cadastro Id Jovem é destinado para jovens de 15 a 29 anos que fazem parte do CadÚnico. Presente na ação para novos cadastros ou para a atualização anual, o representante da Coordenação da Juventude, Pedro Sampaio Pithon, informou que o ID jovem tem uma série de benefícios, dentre eles a meia entrada em diversos eventos culturais como cinemas, teatro, shows, assim que eles retornarem de maneira presencial, e a gratuidade de duas passagens mensais em cada ônibus em viagens interestaduais. “Se o jovem tiver alguma demanda para ser feita em outro estado, ele tem essa gratuidade. São destinadas duas passagens para cada ônibus por conta de uma lei federal. Se essas passagens se esgotarem ele tem o direito a pagar valor de 50% dessa viagem interestadual”, explicou Pedro Pithon.

Ele informou que a coordenação da juventude está à disposição para fazer auxiliar no cadastro, que pode ser feito no portal do Id Jovem. A Coordenação da Juventude fica na Secretaria Municipal de Trabalho, Renda e Desenvolvimento Econômico (Semtre), no 2º andar do Edifício Centro Empresarial Reis & Meira, rua Goes Calmon, 118, Centro.

Pedro Sampaio Pithon apresentando o ID Jovem