Em reunião com a prefeita Sheila Lemos, no centro de operações do Comitê de Crise instalado em razão da emergência causada pelas fortes chuvas, os ministros João Roma, da Cidadania, e Marcelo Queiroga, da Saúde, garantiram que o Governo Federal repassará recursos financeiros para que a Prefeitura de Vitória da Conquista possa reconstruir as áreas afetadas. Os ministros sobrevoaram o município e constataram a necessidade de apoio federal.

O ministro da Saúde declarou que já foram liberados à Bahia R$ 7 milhões, dos quais pouco mais de R$ 1 milhão foram destinados para Vitória da Conquista, diretamente para o fundo municipal de Saúde. Queiroga informou, ainda, que portaria publicada hoje libera outros R$ 12 milhões para o estado. “Estão aqui dois ministérios que são o braço social do governo do presidente Jair Bolsonaro, que nos determinou toda atenção à Bahia e às populações atingidas pela chuvas”, disse o ministro, que também assegurou que, na semana que vem os municípios receberão médicos do programa Mais Médicos. “Estamos cuidando da parte burocrática, para que isso ocorra o mais rápido possível”.

Já estão em Vitória da Conquista médicos emergencistas da Força Nacional da Saúde, que a partir da tarde desta quinta-feira, vão visitar os abrigos montados pela Prefeitura para receber as famílias desalojadas nas áreas mais atingidas. O ministro Queiroga afirmou que essa é uma ação inicial e que conversou com a prefeita Sheila Lemos para que não falte nada, adiantando que também chegarão 28 kits desastres, com 1,2 tonelada de insumos para uso das secretarias municipais de Saúde. “Vamos mandar vacinas contra Influenza e hepatite A, medicamentos que serão usados para cuidar dos efeitos da exposição à água, já que uma das consequências pós-chuvas são surtos de diarreia aguda, em crianças e idosos”, explicou.

João Roma contou que a prefeita Sheila Lemos fez vários contatos narrando a situação e pedindo ajuda para atender à população. “A prefeita nos telefonou, com o desespero de quem precisa salvar vidas, buscando defender a vida das pessoas que estavam ameaçadas no povoado de Barreiro e nós buscamos viabilizar para que os helicópteros do Exército chegassem o mais rápido à cidade”, destacou o ministro da Cidadania. Ele confirmou que o presidente Jair Bolsonaro orientou que o ministério redobre as ações e faça novos investimentos para ajudar as prefeituras no trabalho de recuperação dos municípios.

O ministro elogiou o trabalho da Prefeitura de Vitória da Conquista, que agiu de forma rápida e ordenada para evitar que ocorresse desastre por causa dos temporais. “Sobrevoamos uma barragem [em Inhobim, com 7 milhões de m3] e vimos máquinas do Município trabalhando para abrir mais um sangradouro e impedir que a barragem se rompa e cause mais prejuízos”. Roma falou da importância da união de esforços das diversas instâncias de governo, sem bandeira política, para ajudar as pessoas. “Governo Federal, Governo do Estado e Prefeitura atuando em consonância possibilitaram que não ocorresse óbito”, disse o ministro, referindo-se ao resgate de 59 pessoas que estavam isoladas no povoado de Barreiro, no distrito de Cercadinho.