Dayana e equipe do Crav ministram a oficina que segue até o dia 25 de março

Com o objetivo de conscientizar, debater e orientar como agir em situações de violência contra mulher, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), por meio da Coordenação de Políticas para Mulheres, realiza até sexta-feira (25) oficina com a Guarda Municipal.

Desde ontem (22), o evento acontece no auditório do Centro Integrado de Direitos da Criança e do Adolescente (Cidca) e conta com a participação das técnicas do Centro de Referência Albertina Vasconcelos (Crav), com abordagem sobre temas sobre a violência contra mulher e rede de atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica.

Para a coordenadora de Políticas para Mulheres, Dayana Evelinne Andrade, a programação com a Guarda Municipal é estratégica, pois visa melhorar a abordagem de mulheres e também de identificar situações de mulheres vítimas de violência. “Nós estamos conversando sobre situações, como o machismo dentro e fora do ambiente de trabalho e também como a Guarda pode atuar como um órgão de retaguarda nos meios que estão presentes. E a partir dessa formação, cuidar, acolher e encaminhar estas mulheres para Delegacia ou para o Crav”, explicou Dayana.

Para o guarda municipal, Magnevaldo Silva Santos, o tema traz conhecimento que serão utilizados na rua, no dia a dia, ao atenderem às mulheres, “com estas informações poderemos acolher e direcioná-la aos órgãos competentes”, ressaltou Magnevaldo, que contou a seus colegas que em sua vida duas mulheres lhe inspira, “a primeira referência minha é minha mãe e a segunda é Maria Bonita, a mulher de Lampião, que foi um exemplo de mulher destemida, que enfrentou naquela época um lugar que só poderia ser ocupado por homens”.