O leite materno é considerado o melhor e o mais completo alimento para o bebê. A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomendam que os bebês sejam alimentados de forma exclusiva com leite materno até os seis meses de idade, sem necessidade de oferecer água, sucos ou chás, e de forma complementar com outros alimentos a partir dos seis meses até os dois anos ou mais.

Para auxiliar na promoção, proteção e apoio à doação de leite humano e aleitamento materno, a Fundação Pública de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC) conta com o Banco de Leite Humano (BLH), e está com uma programação especial no mês de maio, quando se celebra o Dia Nacional e Mundial de Doação de Leite Humano. Clique aqui para acessar a programação completa.

A unidade, que faz a coleta, armazena e repassar o leite humano para os receptores, que são, prioritariamente, bebês prematuros e de baixo peso, funciona dentro do Hospital Municipal Esaú Matos, e é credenciada pela Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (rBLH-BR), coordenada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). “Aqui, prestamos assistência às gestantes, puérperas, nutrizes e lactentes no manejo da amamentação”, explica Audrey Marins, coordenadora do BLH. Segundo ela, “é rotina orientar quanto às doenças que impeçam a amamentação e a doação de leite, e quanto aos cuidados ligados à amamentação, como pega ao seio, posição e sucção”.

O diretor geral da FSVC, Diogo Azevedo, reforça a importância de buscar meios para fomentar o incentivo à amamentação e doação de leite humano ao longo de todo o ano, e não somente no mês de maio quando as ações são intensificadas: “É um trabalho ininterrupto, feito pela equipe do Banco de Leite Humano, de forma integrada com os colaboradores de todo o Hospital Esaú Matos e as lactentes que fazem o gesto nobre de doar o leite excedente. Daí o segredo de conseguirmos resultados tão expressivos que atendem às necessidades de Vitória da Conquista e região”.

Nesse sentido, o Banco de Leite do Esaú Matos é bastante atuante no Estado. Nos quatro primeiros meses de 2021, por exemplo, foram coletados 379 litros de leite, beneficiando 151 bebês. Esse desempenho foi alcançado com o apoio de 655 doadoras.

Atendimento – Para ter acesso ao Banco de Leite Humano do Esaú Matos, não é preciso agendar o atendimento. Em casos de ajuda no manejo clínico da amamentação, é importante ir sempre acompanhada de alguém da família, levando o bebê e documentos de identificação.

Doação de Leite Materno – Para a doação, além do documento de identidade, é necessário apresentar resultados de exames de laboratório mais recentes, como hemograma, Estudo Laboratorial de Doenças Venéreas, o VDRL, e sorologias realizadas. Após a realização do cadastro, a equipe responsável irá fornecer para a doadora todo o material e orientações necessárias sobre ordenha e armazenamento do leite.

O Banco de Leite funciona diariamente, em horário comercial. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (77) 3420-6237.

Fotos: Malu Fotografia