A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista por meio da Coordenação de Políticas Públicas LGBT, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes) realiza, durante todo mês maio, a campanha “HIV/AIDS- Ame+, Cuide+, Viva+”, com fortalecimento das ações de combate à homofobia, ação de antipatia, desprezo, preconceito, aversão e medo irracional de pessoas LGBTPQIA+*, que se manifesta por meio de comportamento hostil, assédio moral, bullying e violência física.

Segundo o coordenador de Políticas Públicas LGBT, José Mário Barbosa, o dia 17 de maio é muito representativo para comunidade LGBTPQIA+, pois foi nesta data, no ano de 1990, que a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou da lista de doenças e problemas relacionados à saúde o homossexualismo e, por este motivo, hoje, o termo correto é homossexualidade.

“É triste saber que apesar das conquistas de direitos, como a recente vitória no STF para doação de sangue, nós ainda observarmos o aumento diário da violência e discriminação contra a população LGBTPQIA+. É por esse motivo, que a gestão municipal tem realizado ações focadas no atendimento e cuidado a esta comunidade, garantindo um melhor acolhimento, o acesso a todos os direitos e à proteção social”, ressaltou José Mário.

Este ano, a campanha traz como tema central “HIV/AIDS- Ame+, Cuide+, Viva+”, a ser abordado durante ações programadas pela coordenação como rodas de conversas on-line, Projeto Ronda Noturna, oficinas de qualificação do cuidado para os trabalhadores das unidades da Prefeitura, campanha de doação de sangue pela comunidade LGBTPQIA+ e campanha de vacinação.

*LGBTPQIA+ – A comunidade é composta por pessoas de gênero e sexualidade diferentes, neste sentido, o L de lésbica, G de gay, B de bissexual, T de transgêneros, transexuais e travestis, P de pansexual, Q de queer, I de intersexual, A de assexual e + outras possibilidades de orientação sexual e identidade de gênero que existam.