O Centro de Controle de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou o terceiro Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) do ano de 2021, realizado no mês de setembro. O levantamento apresentou um índice de 1,4% que é ainda menor do que o segundo levantamento do ano, feito no mês de julho, que foi de 2,2%. O índice preconizado pelo Ministério da Saúde é de 1,0%.

Para esse último LIRAa, foram feitas 6.344 inspeções em 78 bairros e loteamentos da área urbana. A maioria deles apresentaram índices de infestação com classificação de baixo e médio risco. Apenas seis localidades tiveram um índice um pouco maior: Uesb (6.6), Conveima 1 (6.5), Recanto das Águas (5.7), Loteamento Conquistense (5.4), Henriqueta Prates (4) e Iracema (4).

Neste ano, Vitória da Conquista registrou 807 notificações de casos suspeitos de arboviroses no município. 75 deles foram confirmados para dengue, 23 para chikungunya e um de zika. Outros 614 casos foram descartados, 28 inconclusivos e 66 estão aguardando resultado laboratorial.

Mesmo com os índices muito positivos no município, a população não deve descuidar em momento nenhum, principalmente nesse verão que pode ocorrer períodos de chuvas. Todos os cuidados preventivos devem continuar para evitar qualquer acúmulo de água parada em recipientes, a fim de evitar a reprodução do mosquito. Denúncias ou solicitação da visita dos agentes de endemias podem ser feitas pelo (77) 3429-7421.