Com a proximidade da retomada das aulas semipresenciais em Vitória da Conquista, previstas para no mês de agosto, a equipe técnica da Vigilância Sanitária (Visa) vem fazendo as visitas técnicas as escolas públicas municipais e trabalhando nas inspeções das escolas privadas, dando entrada em processos para regularização junto ao órgão, emitindo alvarás sanitários e apontando eventuais não conformidades para que elas possam se adequar as normas técnicas exigidas.

O coordenador da Visa, Maico Mares, informou que, obrigatoriamente, as instituições de ensino particulares do município devem apresentar à Vigilância seus protocolos individuais para retorno das atividades presenciais. “Temos exigido, além da adequação da estrutura física, a renovação de ar nas escolas, para que não haja nenhuma sala com ventilação confinada com riscos à saúde ou aumento da contaminação, além de todos os cuidados sanitários exigidos como dispenser de álcool em gel ou líquido, e aferição de temperatura de professores, alunos e trabalhadores na entrada e saída da escola”, pontuou o coordenador.

Os protocolos que devem ser apresentados pelas escolas devem conter também outras exigências como evitar todas as atividades que gerem aglomeração na hora da entrada e saída; sugestões de escala, se possível, para os alunos entre horários diferentes; evitar atividades que gerem aglomerações nos intervalos; e reduzir tamanhos de turmas para aumentar o espaçamento, como é preconizado no protocolo que determina uma capacidade de 50% do total de alunos respeitando a medida do distanciamento de 1,5m entre eles.

O coordenador da Vigilância Sanitária diz ainda, que é necessário aumentar intensidade da frequência de limpeza exigida para quatro vezes ao dia e apresentar o plano de práticas de treinamento e descarte de resíduos. A escola deve monitorar a saúde dos funcionários e alunos, dar ênfase à lavagem constante das mãos e etiqueta respiratória, fornecer orientações claras sobre como proceder em caso de alguém apresentar sintomas, criando espaço para isolamento dessas pessoas sem gerar qualquer tipo de estigma ou constrangimento.

Para apresentar o protocolo, a direção da escola deve comparecer ao setor da Vigilância Sanitária, na sala 201 da Secretaria Municipal de Saúde, localizada na Rua Rotary Club, 69, Centro.

Confira a Portaria Conjunta SMED/SMS nº 19/2021 que estabelece as regras e protocolos de segurança sanitária o para retorno às atividades letivas.