As 100 instituições governamentais e da sociedade civil participantes do projeto “Crescer Sem Violência”, parceria da Prefeitura de Vitória da Conquista com a Fundação Roberto Marinho e o Canal Futura, receberam ontem kits pedagógicos para a sequência das atividades. O ato, organizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), foi realizado na Rede de Atenção e Defesa da Criança e do Adolescente.

O Crescer Sem Violência foi iniciado em Vitória da Conquista em 21 de fevereiro e seguirá com suas atividades pelo período de seis meses. Com o kit, também foi entregue a versão atualizada do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Kit é formado por material pedagógico e exemplar atualizado do ECA

“O dia de hoje é um momento muito estratégico para o fortalecimento das ações do projeto porque hoje entregamos todo material bibliográfico necessário que vai melhor fundamentar as ações diversas das instituições que estão participando dos momentos formativos”, explicou o secretário de Desenvolvimento Social, Michael Farias.

De acordo com ele, o encontro serviu para que fosse reafirmada a necessidade de todos estarem ainda mais qualificados nas ações de proteção de crianças e adolescentes. “E, atingido mais esse objetivo, seguiremos em frente para melhorar os indicadores relacionados à violência contra crianças e adolescentes no município”, enfatizou secretário.

Participando do evento, o juiz titular da 2ª Vara da Família, Pablo Novais, destacou que Vitória da Conquista está mais uma vez na posição de vanguarda. “Ao falar desse projeto minha avaliação é a mais positiva possível, pois ele aparelha, por meio do conhecimento, toda uma rede de amparo e prevenção à violência contra crianças e adolescentes. Com esse kit, vamos consolidar esse conhecimento e divulgá-lo”, assegurou o magistrado.

As expectativas da presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Leda Freitas também são bastante positivas. Segundo ela, o aprendizado a partir do projeto tem sido único. “Por mais que tenhamos conhecimento sobre, ele traz novidades, desmistifica temas e nos faz avançar na proteção de crianças e adolescentes. Hoje trabalhamos com mais qualidade e firmeza. Mais uma vez, Vitória da Conquista se destaca”, enalteceu.

O projeto “Crescer sem Violência conta ainda com a parceria do Unicef e da ChildHood Brasil.