Com a redução na taxa de contaminação, novos casos, internações e óbitos, além do avanço da vacinação em Vitória da Conquista, a Prefeitura definiu que o uso das máscaras de proteção seria facultativo em áreas abertas e na maioria dos locais fechados, à exceção do transporte coletivo, bancos e ambientes de prestação de serviços de saúde.

Desde a publicação do decreto assinado pela prefeita flexibilizando o uso de máscara, os principais indicadores de monitoramento da Covid-19 no município permanecem em queda. Na semana entre 20 e 26 de março, quando ainda era obrigado o uso em todos os locais públicos fechados, foram 25 casos confirmados da doença. Com a ampliação da medida, na semana seguinte, entre os dias 27 de março e 2 de abril, foram confirmados apenas 20 casos novos.

A média semanal de moradores do município internados em leitos destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19, reduziu de 8 para 5,86, de uma semana para a outra. Vitória da Conquista também não registra óbito em decorrência da Covid-19 há 14 dias consecutivos, o último foi registrado no boletim epidemiológico do dia 23 de março. Além disso, está abaixo de 17 pessoas a média semanal de casos ativos (pessoas com Covid-19).

“Começa a surgir a indicação de que entraremos em estabilidade dos números de casos confirmados ao fim desta semana. Mas, ainda assim, precisamos manter os demais cuidados sanitários para que esse cenário possa continuar em regressão”, avalia a secretária municipal de saúde, Ramona Cerqueira.

Vale lembrar que, com a chegada dos períodos de outono e inverno, pode haver um aumento significativo de resfriados e gripes, fazendo com que o número de notificações por síndromes gripais não decaia.

A população deve continuar mantendo os cuidados preventivos para minimizar os riscos de contaminação pela Covid-19, fazendo a higienização constante das mãos, praticando o distanciamento e, o mais importante, tomar todas as doses da vacina.