Tisia Pires durante a capacitação

Nos dias 12 e 13 de setembro, o Hospital Municipal Esaú Matos, administrado pela Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC), realizou o curso sobre o Método Canguru e sobre os cuidados de enfermagem ao recém-nascido de alto risco. A capacitação foi destinada para a equipe de enfermagem envolvida com os cuidados na sala e no período de pré-parto, no centro cirúrgico e no bloco da Unidade de Terapia Intensiva (UTI Neonatal).

O curso tem por objetivo capacitar todos funcionários no Método Canguru, que foi criado em 1979, na Colômbia, e experimentado pela primeira vez no Brasil em 1997. Em 2008, foi implantado na UTI Neonatal do Hospital Esaú Matos com quatro leitos. No espaço, os pais têm a oportunidade de ajudar no desenvolvimento do seu filho por meio do contato pele a pele, com a cabeça do bebê bem próxima ao coração do seu familiar – pai ou mãe.

A segunda etapa do curso terá como público-alvo os demais profissionais do Esaú, a exemplo de médicos e fisioterapeutas

“Nesse primeiro momento, nós priorizamos a equipe de enfermagem e, posteriormente, faremos o mesmo curso para os demais profissionais que estão envolvidos com o cuidado a esses pacientes”, explicou a coordenadora de enfermagem da UTI Neonatal do Esaú, Tisia Pires. Segundo ela, a capacitação é uma oportunidade de atualização dos profissionais do hospital. “Quando a gente aprimora o conhecimento do cuidador, temos a possibilidade de oferecer um serviço com maior qualidade e um acolhimento mais humanizado”, ressaltou.

Com carga horária de 16 horas, a capacitação foi realizada no auditório do Esaú Matos, na sexta-feira, 11, e na Faculdade Independente do Nordeste (Fainor), no sábado, 12. Na ocasião, os participantes fizeram atualizações sobre vários aspectos referentes aos cuidados com o recém-nascido, como questões psicoafetivas, cuidados com a pele, nutrição, monitoramento, sinais vitais, entre outros.

Jandira Lima

Para a técnica de enfermagem Jandira Lima Santos, que há 12 anos trabalha no Esaú Matos, a iniciativa representa uma oportunidade de aprimorar os conhecimentos. “O curso é muito importante, pois melhora o nosso atendimento aos recém- nascidos”, opinou.

Após ter como público-alvo a equipe de enfermagem, a próxima etapa da capacitação envolverá os demais profissionais que atuam no Esaú Matos, como fisioterapeutas e médicos.