Este foi o primeiro ano que o Esaú participou do mutirão

No último sábado, 10, o Hospital Municipal Esaú Matos, administrado pela Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC), participou do VIII Mutirão Nacional de Cirurgia Pediátrica. Promovida pela Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica (CIPE), a iniciativa tem por objetivo reduzir as filas de espera de crianças e adolescentes com indicação cirúrgica.

Este foi o primeiro ano que o Esaú participou do mutirão. Doze crianças foram beneficiadas. “Esta é uma iniciativa da CIPE que incentiva a realização desse tipo de ação em todo Brasil e, este ano, incluímos o Esaú Matos neste mutirão e para isso contamos com o total apoio da direção”, ressaltou o cirurgião pediátrico, Luciano Martins, coordenador e executor da ação.

Luciano Martins

No Esaú Matos, são realizadas, por semana, seis cirurgias eletivas (agendadas) em crianças. Para o mutirão do sábado, o hospital disponibilizou 12 leitos. “A quantidade de crianças beneficiadas hoje, teve como primeiro critério de escolha a quantidade de leitos; segundo, a disponibilidade de cirurgiões; e o terceiro foi o tipo de cirurgia de pequeno porte como fimose e retirada de hérnias inguinal e umbilical”, explicou Luciano.

Janaína Brasileiro e George

George, 8, filho de Janaína Brasileiro, foi uma das crianças beneficiadas com o mutirão. “Que bom que o Esaú teve essa iniciativa que vai ajudar meu filho e tantas outras crianças”, ressaltou Janaína.

Juliana de Jesus, mãe de Joseane, que após passar por um pediatra descobriu que a sua filha possuía uma hérnia e que seria necessário uma cirurgia, também comemorou a iniciativa. “Hoje, graças à Deus estamos aqui para essa cirurgia, tenho certeza que vai dar tudo certo”, salientou Juliana.

Juliana de Jesus e Joseane

Para a realização do mutirão, além da disponibilização de leitos, a FSVC aumentou o quadro de plantonista no sábado. “Depois que definiu-se a quantidade de leitos foi solicitado mais três técnicos na escala deste sábado para atender o mutirão que tem o objetivo de ajudar os usuários do SUS”, informou a enfermeira Milka Amorim.

A ala pediátrica do Esaú possui 27 leitos para internamentos, berçário de lactentes e Pronto Atendimento (PA), que funciona 24h em regime de plantão, oferecendo atendimento em sete especialidades da Pediatria: clínica, hematologia, oncologia, endocrinologia, pneumologia, homeopatia e gastroenterologia.