A Guarda Municipal de Vitória da Conquista está formando o seu primeiro grupamento especializado: o Grupo de Apoio ao Meio Ambiente (Gama). Na manhã deste sábado (2), no Estádio Lomanto Junior, 55 agentes participaram de um Teste de Aptidão Física (TAF), última etapa da seleção que irá definir os 30 servidores que irão participar do curso de formação para integrar o Gama.

O capitão Cristóvão Lemos, comandante da Guarda Municipal, contou o passo a passo da seleção. “A princípio a gente fez um cadastramento daqueles que têm formação acadêmica na área, e foi feita uma redação. E neste momento a gente tá fazendo o TAF, porque para o guarda estar habilitado a participar de um grupamento especial, ele tem que ter no mínimo condicionamento físico”, disse.

O teste foi aplicado pela equipe do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf), conforme explicou a coordenadora Cristiane Carvalho. “Nesse TAF o critério é de pontuação para a formação da nova equipe. Vai ser avaliada performance na barra fixa, flexão de cotovelos, abdominal e corrida. A corrida é de 2.200 metros”, detalhou.

Um dos agentes que participou do teste foi Fagner Pereira, que é biólogo e pós-graduado em Educação Ambiental. “Estou tendo essa oportunidade de poder atuar na minha área de formação, a Guarda me proporcionou isso. Agora é um novo desafio e uma nova caminhada, que a gente busca com o comando e a administração pública, para a gente ter o melhor a oferecer para a comunidade”, afirmou.

Curso de formação – Os 30 selecionados pelo TAF começarão o curso de formação para o Gama na segunda-feira (4). Serão quatro dias de aulas teóricas e um dia de prática, em que eles serão habilitados para o manuseio de animais silvestres e domésticos, por exemplo. A capacitação será conduzida pelo Grupo Especial de Proteção Ambiental (Gepa) da Guarda Civil de Salvador.

O Gama – O Grupo de Apoio ao Meio Ambiente fará a proteção das áreas ambientais de Vitória da Conquista, a exemplo do Cristo de Mário Cravo, do Poço Escuro e da Lagoa das Bateias. Eles também serão responsáveis por ações educativas, como a realização de palestras em escolas abordando o bioma local e a condução visitas guiadas dos alunos pelas áreas ambientais.

O agente Tales Mateus Reis está no comando do grupamento especializado. “Além de fazer esse trabalho de proteção do meio ambiente, papel preventivo e educativo, a gente também vai atuar na segurança desses espaços, como o Poço Escuro, por exemplo, que é um espaço da nossa cidade que não é muito visitado, e a nossa presença constante nesses locais também vai proporcionar que a população tenha mais segurança para utilizar esses espaços como espaços de lazer para as suas famílias”, destacou.