A atividade está agendada para 6 de fevereiro, às 15h; a Prefeitura convida agricultores, autoridades municipais e equipes da imprensa local

Uma vez por mês, o secretário municipal de Agricultura, Odir Freire, se reúne com todo o grupo de técnicos ligados à pasta, a fim de planejar as ações que serão desenvolvidas durante o mês seguinte. A que houve na tarde desta segunda-feira, 27, teve um componente a mais: a presença de autênticos exemplares de umbu gigante, cultivados e colhidos na Fazenda Experimental, uma área de 10 hectares mantida pela Prefeitura na região da Pedra Mole, a cerca de 30 quilômetros da área urbana de Vitória da Conquista. Ali existem mais de 700 umbuzeiros de quase 30 tipos de umbu gigante.

A presença das frutas na reunião não foi por acaso, já que um dos principais pontos da pauta foi a visita coletiva à Fazenda Experimental, agendada para o dia 6 de fevereiro, às 15h. Para essa atividade, que está em fase de organização, o Governo Municipal pretende convidar produtores rurais, autoridades do município e equipes da imprensa local para uma demonstração, in loco, do que é feito na Fazenda Experimental.

“É um momento importante, pois a produção de umbu gigante está no seu pique maior”, explicou Odir, após a reunião. “Vamos fazer uma demonstração de todo o trabalho desenvolvido na Fazenda Experimental e incentivar o produtor rural para que ele possa produzir o umbu, que é uma fruta da região e que vai incorporar no seu orçamento familiar, dando frutos para o futuro”, acrescentou o secretário de Agricultura.

Potencial econômico – O umbu gigante pesa em torno de 150 gramas, enquanto os frutos comuns não passam de 20. Na Fazenda Experimental, criada há cerca de quatro anos por uma parceria entre a Prefeitura Municipal e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), há um banco de germoplasma que abriga plantas matrizes, das quais são extraídas mudas que os técnicos da secretaria fornecem a agricultores que se interessam por cultivar a planta em suas propriedades. Desde a criação da Fazenda, mais de 3 mil mudas foram repassadas a produtores rurais do município.

Além de fornecer as mudas de forma gratuita, a Prefeitura oferece ainda toda a orientação e a assistência técnica necessárias para que o cultivo da planta seja bem-sucedido. Além de intensificar o cultivo do umbuzeiro, os produtores podem obter lucros a partir da comercialização do fruto e dos produtos derivados, como a extração da polpa, doces, geleias e sorvetes.

‘Vitrine’ – Na visita do dia 6, os interessados poderão conferir de perto o potencial econômico oferecido pela Fazenda Experimental. “Vamos demonstrar que o umbu gigante é uma realidade e pode ser produzido aqui no município”, explica o engenheiro agrônomo Dilermando Fonseca, para quem o local pode funcionar como uma “vitrine” do cultivo do umbuzeiro. “Além do banco de germoplasma, onde temos material genético para propagar, podemos demonstrar para a população que é possível produzir o umbu gigante. Neste momento da safra, já existem frutos que podem ser vistos e comparados ao fruto comum”, finaliza Fonseca, que faz parte da equipe de técnicos da Secretaria Municipal de Agricultura.