A visita acontecerá na quinta-feira, 6, às 15h; Prefeitura convida agricultores, autoridades municipais e equipes da imprensa local

O chamado “umbu gigante” chega a pesar 150 gramas, enquanto o fruto comum não passa de 20. Além do tamanho incomum, essa espécie de planta oferece ao agricultor a possibilidade de obter lucros a partir da comercialização de produtos derivados da fruta, como a extração da polpa, doces, geleias e sorvetes.

Na Fazenda Experimental, uma área de 10 hectares, mantida pela Prefeitura na região da Pedra Mole, a 30 quilômetros da área urbana do município, existem mais de 700 umbuzeiros, de quase 30 tipos diferentes de um gigante. Além disso, a Secretaria Municipal de Agricultura mantém ali um banco de germoplasma, onde são armazenadas plantas matrizes, das quais são extraídas mudas que os técnicos da secretaria fornecem a agricultores que se interessam por cultivar o umbu gigante em suas propriedades.

Desde que a Fazenda Experimental foi criada, há cerca de quatro anos, por meio de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), mais de duas mil mudas já foram distribuídas entre agricultores da região. Após receberem as mudas, os agricultores ainda têm acesso a toda a orientação técnica necessária para que o plantio e a colheita sejam bem-sucedidos.

Visita – Para que se possa verificar tudo isso de perto, o Governo Municipal promove nesta quinta-feira, 6, às 15h, uma visita coletiva, para qual estão convidados agricultores, autoridades municipais e equipes da imprensa local. “É importante que as pessoas compreendam que o objetivo do Governo Municipal é disseminar a cultura do umbu no município”, explica o secretário municipal de Agricultura, Odir Freire.