Juntas, as três poderão acumular quase 140 milhões de litros de água, beneficiando cerca de 180 famílias da região

Somente durante a tarde desta quinta-feira, 19, o Governo Municipal entregou nada menos que três barragens à comunidade da região do distrito de Bate-Pé. As obras foram concluídas recentemente nas localidades de Pau Ferro I, Pau Ferro II e Poço Feio. Juntas, as três poderão acumular quase 140 milhões de litros de água, o que beneficiará cerca de 180 famílias. Trata-se apenas de um terço do que foi feito desde janeiro de 2013, em benefício da população rural.

Já são nove barragens construídas em nove meses: seis na região de Bate-Pé, duas na de Cercadinho e uma, cuja construção está em andamento, no Assentamento Carlos Marighella, na região de Pedra Branca. Todo esse trabalho visa ampliar ao máximo a capacidade de armazenamento de água no município, permitindo que a população rural se prepare para eventuais períodos de seca. Em 2012, a Prefeitura já havia recuperado mais de 300 aguadas já existentes, tornando-as mais eficientes no acúmulo de águas pluviais.

Odir Freire

“O trabalho não para, pois o município é muito grande”, disse o prefeito Guilherme Menezes, destacando que o semiárido corresponde a 63% da zona rural de Vitória da Conquista. Nessa área, as ações de prevenção aos efeitos da estiagem se fazem ainda mais necessárias. “No sertão, não falta somente água. Também faltam reservatórios que possam guardá-la. Por isso, temos a preocupação de construir as barragens e aguadas”, explicou o prefeito.

“É um trabalho incessante”, observou o secretário municipal de Agricultura, Odir Freire. “E são obras sobre as quais o Governo Municipal tem a tranquilidade de dizer: fizemos a coisa certa, pois isso vai beneficiar a toda a comunidade”, acrescentou.

Juraci Lima

Pau Ferro I: “Tem espaço para milhões de litros de água”

“É uma riqueza para todos nós”, alegrou-se o agricultor Juraci Vieira Lima, após observar, mais uma vez, a barragem construída em sua propriedade, localizada em Pau Ferro I. Ele e a família cederam o terreno para a execução da obra – concordando oficialmente com a condição, estabelecida pelo Governo Municipal, de que a barragem fosse de uso público da comunidade. Cerca de 60 famílias da região serão diretamente beneficiadas. “Se Deus ajudar que a chuva encha a barragem, não vai faltar água para nós. Tem espaço aí para milhões de litros de água, né?”, empolgou-se Juraci.

Carlos Santos

Para ser mais exato, caberão ali 25 milhões de litros. A bacia possui profundidade mais acentuada, o que evita a evaporação excessiva da água. Outra característica peculiar da obra é o paredão, com dois sangradores, enquanto a maioria das barragens possui apenas um. Segundo a Secretaria Municipal de Agricultura, o detalhe tem a finalidade de proteger o paredão. A obra foi possível graças a um investimento total de R$ 45 mil de recursos próprios do município. “Todo mundo aqui está satisfeito. Só temos a agradecer”, disse José Carlos Santos, o “Cal”, filho de Juraci.

Pau Ferro II: “Essa obra, para nós, é muito importante”

Gerson Ferreira

Em Pau Ferro II, o aposentado Gerson Ferreira Pinto foi quem cedeu sua propriedade para que a Prefeitura construísse uma barragem que beneficiará quase 60 famílias do entorno. Após o investimento de quase R$ 27 mil, a obra está pronta para receber os 30 milhões de litros de água que é capaz de acumular. Da mesma forma que os outros proprietários que ofereceram seus terrenos, Gerson dividiu com os vizinhos a responsabilidade de construir uma cerca ao redor da obra – o que a protege, ao mesmo tempo em que oferece mais segurança às pessoas que passam pela estrada ao lado. E, essa tarefa, o morador desempenhou com capricho.

“Uma coisa que começa bem feita, tem que terminar bem feita”, justificou-se, ao destrancar o cadeado da pequena porteira para que a comitiva do Governo Municipal pudesse ver de perto a barragem concluída. “Essa obra, para nós, é muito importante. Era uma coisa que precisávamos demais. E agradecemos muito ao Governo Municipal, de coração”, agradeceu.

Onildo cantou: “Até o Poço Feio vai ficar bonito”

José da Silva

“Hoje até o Poço Feio também vai ficar bonito”, adiantou, de forma bem-humorada, o cantador Onildo Barbosa, num trecho dos versos que improvisou no início da tarde, ainda falando para os moradores de Pau Ferro I. De fato, um princípio de neblina aguardava pela comitiva em Poço Feio. E, como já é de praxe, os integrantes do Governo Municipal foram recebidos em clima de festa pelo agricultor José da Silva e sua esposa, Regina. O casal é dono do terreno onde foi construída a terceira e última barragem entregue na tarde do dia 19.

Quando as chuvas caírem na região, mais de 80 milhões de litros poderão ficar armazenados na barragem, beneficiando pelo menos 60 famílias, também de povoados próximos como São Mateus e Lagoa de João Moraes. “A barragem já está pronta e bonita, e a comunidade está muito satisfeita. O Governo Municipal trabalhou muito bem”, afirmou Silva. “Agora, é aguardar a chuva vir, e ter água para toda a comunidade”. Os investimentos na barragem de Poço Feio chegaram a R$ 30 mil. “Hoje, graças a Deus, aqui tem tudo”, disse o agricultor, já admitindo até uma provável reformulação do nome do povoado onde mora há 59 anos: “Se quiser botar ‘Poço Bonito’, pode. Não tem problema nenhum”.

Além de secretários municipais e demais integrantes do Governo Municipal, também integraram a comitiva os vereadores Ricardo Babão e Lúcia Rocha. Ao mencionar as ações de prevenção contra os efeitos da estiagem na zona rural de Vitória da Conquista, ambos elogiaram a atuação do Governo Municipal. “Tenho orgulho de afirmar que este é um governo sério. Todos nós sabemos o que é feito pelo homem do campo, especialmente nesta região”, disse Babão. “É com grande alegria que estamos participando da entrega destas barragens”, afirmou Lúcia.