Investimento total na obra foi de R$ 781 mil, de recursos próprios do Município

A estudante Ana Clara Lima, de apenas 11 anos, apresentou-se, na tarde da última quinta-feira, 1º, para a maior plateia de sua ainda curta trajetória musical. Foi na cerimônia oficial de entrega da Escola Municipal Josias Casaes França, em Dantelândia. Ana Clara interpretou uma versão mais “pop” do Hino a Vitória da Conquista, extraindo aplausos efusivos do público que lotou o pátio da nova escola.

A apresentação da estudante ocorreu numa escola cujo estado atual pouco lembra o aspecto anterior ao intenso processo de reforma, realizado ali pela Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Empresa Municipal de Urbanização (Emurc). Hoje, há oito salas de aula amplas e arejadas, laboratório de informática, conjunto de sanitários e sala de leitura. Todas as instalações elétricas e hidráulicas foram refeitas. A revitalização foi possível por meio de um investimento de R$ 781 mil, totalmente vindos dos recursos próprios do Município.

É nessa escola que Ana Clara passará a estudar a partir de 2014, quando deverá iniciar o chamado Segmento 2. Atualmente, ela cursa o último módulo do Segmento 1 na Escola Municipal Félix Pacheco, em Lagoa de José Luís, uma das quatro unidades de ensino que compõem o Círculo Escolar Integrado de Dantelândia. “Ficou muito legal”, disse a jovem artista, em poucas palavras, referindo-se a seu futuro ambiente de estudos.

‘Qualidade’ – A empolgação com o resultado da reforma contagiou, de forma especial, os que atuam na escola. A diretora Diva Silveira, por exemplo, agradeceu ao Governo Municipal pelo trabalho. “É com muita honra que estou aqui representando todos os funcionários para receber esta imensa obra”, disse.

O secretário interino de Educação, Ricardo Marques, convidou os pais dos alunos a participarem de forma mais ativa do dia a dia da escola. “O objetivo do Governo Municipal é oferecer a todos os alunos essa mesma qualidade que está sendo vista aqui”, afirmou Marques. A vereadora Irma Lemos, que representou a presidência da Câmara Municipal, orientou os estudantes a terem uma relação de maior proximidade com a escola em que estudam: “Cuidem bem deste espaço. Façam dele uma extensão da casa de vocês”.

Participação popular – Para o prefeito Guilherme Menezes, é importante ressaltar que o trabalho de reforma e ampliação da escola originou-se das reivindicações dos moradores de Dantelândia, principalmente por meio do Orçamento Participativo. Está aí, segundo ele, uma manifestação clara da participação popular. “A comunidade sempre exige o que é importante para todos. E aqui está um exemplo”, afirmou. “Educação não é luxo. É um direito sagrado de todo ser humano”.

Além de Irma Lemos, participaram da cerimônia os vereadores Coriolano Moraes, Ademir Abreu, Luciano Gomes e Lúcia Rocha, além de lideranças comunitárias, secretários, coordenadores, gerentes e demais integrantes do Governo Municipal.