A tarde foi de atrações culturais, agradecimentos e muita emoção para alunos, pais, professores e funcionários

Em plena sexta-feira 13, não houve sentimento negativo algum capaz de se aproximar da comunidade da Escola Municipal Lycia Pedral, onde estudam mais de 1.050 alunos, da Educação Infantil até o 5º ano do Ensino Fundamental. Com direito a apresentação de hip hop, a cargo de educandos do projeto Escola Mais, uma execução do Hino de Vitória da Conquista feita por um coral de alunos, além de uma série de outras apresentações artísticas e culturais – a exemplo do lançamento do livro de poemas “O espírito da poesia”, do aluno Bernardo Ribeiro -, a tarde foi de festa e emoção na unidade escolar, entregue oficialmente à comunidade após um processo de reforma e ampliação feito pela Prefeitura, por meio da Empresa Municipal de Urbanização (Emurc). Os investimentos na recuperação da infraestrutura somaram R$ 1,3 milhão.

A comunidade escolar comemorou as mudanças pelas quais passou a escola, que chega aos 34 anos, totalmente repaginada. “Não é a escola onde eu estudei. Posso dizer, neste momento, que temos uma nova escola”, disse a professora Jicélia Cotrim, atualmente na vice-direção da escola onde se alfabetizou. Após recordar seu passado de aluna e professora, ela destacou as expectativas quanto ao futuro: “Que nossos alunos possam se destacar nas mais diversas profissões. E que nossa escola possa formar pessoas melhores”.

‘Lutamos e conseguimos’ – A atual diretora, Elisângela Freitas, também festejou a qualidade do espaço de que a comunidade escolar agora dispõe, graças ao trabalho da Prefeitura. Elisângela aproveitou para ressaltar as responsabilidades que recaem sobre as pessoas que estudam e trabalham na Lycia Pedral. “Tudo isso contribui para elevar a autoestima, tanto dos alunos quanto dos professores e funcionários. O que desejamos agora é que a comunidade valorize, cuide e desfrute deste lugar”, disse a diretora. “É a realização do sonho de toda esta comunidade”, acrescentou.

A realização desse “sonho” foi resultado de uma luta da qual participaram também os pais dos estudantes, como Rosimeire Freire, mãe de um aluno e integrante do Conselho Escolar local. “Nossa escola está bonita. Nós lutamos e conseguimos”, afirmou. E uma das instâncias em que essa “luta” ocorreu foi justamente o Orçamento Participativo, por meio do qual a comunidade votou e elegeu, como prioridade, a reforma e ampliação da Lycia Pedral. “Nossa cidade cresce muito hoje, e de forma organizada, porque o Governo Municipal respeita e valoriza o Orçamento Participativo e as indicações feitas pela comunidade”, destacou o coordenador do OP, João Alberto Rodrigues.

‘Direito de todos’ – Pouco antes de descerrar a placa de reinauguração, o prefeito Guilherme Menezes confirmou essa realidade, ao afirmar que, quando promoveu a reforma e ampliação da escola, o Governo Municipal atendia a uma solicitação da comunidade local. “Isso mostra o interesse que temos dedicado à educação no município”, disse Guilherme. “É um direito de todos o acesso à escola e a uma educação de qualidade”, completou.

O secretário municipal de Educação, Ricardo Marques, mencionou o fato de que o foco do trabalho da Prefeitura, no que diz respeito à educação municipal, não se limita à reforma da estrutura física das escolas. “Não é só o investimento em infraestrutura, mas também o investimento pedagógico”, afirmou. “Tudo isso, integrado, faz com que a gente tenha uma educação de qualidade que realmente seja compatível com o que nossa comunidade precisa”, avaliou o gestor.

Além de professores, estudantes e pais, a cerimônia contou com a presença de integrantes do Governo Municipal, autoridades militares e representantes do Poder Legislativo, como os vereadores Florisvaldo Bittencourt, Ricardo Pereira, Joaquim Libarino e Álvaro Pithon.