Reunião ocorreu no Centro Cultural Glauber Rocha, onde fica o palco principal do evento

Detalhes da próxima edição do Arraiá da Conquista foram discutidos nesta quinta-feira (4), em reunião realizada na Prefeitura da Zona Oeste (PZO), no Centro Cultural Glauber Rocha, entre representantes de secretarias municipais envolvidas na organização do evento e órgãos que serão responsáveis pela segurança.

Da parte do Governo Municipal, participaram integrantes das secretarias de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sectel), Mobilidade Urbana (Semob), Saúde (SMS), Desenvolvimento Social (Semdes), além das equipes do Cerimonial, da Vigilância Sanitária e dos Postos Avançados de Atendimento ao Cidadão (PAACs/Subprefeituras). Estiveram presentes, como convidados, representantes da Guarda Municipal, das polícias Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e da empresa privada de segurança contratada pela Prefeitura.

Já está definido que nos distritos, o evento ocorrerá nos dias 24 e 25 de junho, e que, no Centro Cultural Glauber Rocha, a festa será realizada de 20 a 23 do mesmo mês. Na Praça 9 de Novembro, as atrações começam no dia 12 e seguem até o dia 30 – abrangendo, portanto, três datas importantes para o comércio: o Dia dos Namorados, o São João e o São Pedro.

De modo geral, a estrutura de organização será semelhante à de 2022, considerada bem-sucedida devido ao público numeroso e à ausência de casos de violência. “Eu costumo entender que, em time que está ganhando, não se deve mexer. No ano passado, não tivemos sequer uma falha, porque a segurança estava presente e atuante. Este ano, deverá ter mais gente no evento do que no ano passado. Por isso, contamos com todos vocês”, disse Xangai, secretário municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer.

No entanto, há novidades. A Vila Junina, por exemplo, desta vez não será no Glauber Rocha, e sim na Praça 9 de Novembro. Lá, serão construídas seis casas de taipa e uma igreja, mantendo a estética rural e intimista à qual o público do evento já se habituou. O cenário incluirá ainda o palco, onde os artistas vão se apresentar diariamente, a partir das 15h, as barracas de comidas e bebidas típicas e as indispensáveis bandeirolas.

Com a mudança, o Centro Cultural Glauber Rocha terá mais espaço para a circulação do público. “O pessoal vai ter mais espaço e conforto para aproveitar a festa todos os dias. E, na Praça 9 de Novembro, teremos uma Vila Junina com uma estrutura maior e nunca vista antes”, observou o coordenador de Cultura, Alecxandre Magno.

Ênfase na segurança

Em termos de segurança, o que já se sabe é que haverá novamente catracas e detectores de metais no portão de entrada. Além disso, câmeras de monitoramento serão instaladas na área interna do Glauber Rocha. A Guarda Municipal estará presente com efetivos variáveis, mas mantendo sempre um número mínimo de 50 agentes em cada noite de festa, com uma viatura na área interna e outras quatro circulando pelas ruas do entorno do Glauber Rocha.

Na 9 de Novembro, será mantida, como no ano passado, a presença fixa de uma viatura da Guarda Municipal – inclusive durante a madrugada, após o término dos shows. Nos distritos, os guardas municipais estarão presentes com quatro veículos, em apoio ao efetivo da Polícia Militar. “Temos que ter todo esse cuidado, pois estamos trabalhando com vidas”, avaliou Alecxandre Magno, reforçando o caráter predominantemente familiar da festa junina.

No que diz respeito à PM, o número de policiais a serem disponibilizados para o evento ainda será definido. Já na próxima semana, a Sectel deverá submeter o projeto do Arraiá da Conquista à avaliação do Corpo de Bombeiros.

A próxima reunião entre os organizadores do evento deve ocorrer dentro de duas semanas. Na ocasião, a Sectel pretende expor aos participantes uma apresentação do projeto em 3D.