Na manhã desta quarta-feira (6), a prefeita em exercício, Sheila Lemos, reuniu-se com membros do secretariado municipal para se aprofundar sobre o fluxo orçamentário e financeiro da Prefeitura de Vitória da Conquista. Na ocasião, deu-se início às discussões sobre a aplicação da Lei Orçamentária Anual (LOA) do Município.

“O que nós estamos fazendo é adequação de processos. Então a prefeita hoje foi cientificada e fez algumas sugestões de alteração, especialmente reforçando a ideia do trabalho interessetorial, para que toda a Prefeitura seja percebida como um único organismo na execução orçamentária e financeira”, explica a secretária municipal de Governo, Geanne de Cássia Oliveira.

A LOA (Lei Municipal nº 2.442) foi publicada no Diário Oficial do Município em 29 de dezembro de 2020, após a aprovação da Câmara de Vereadores. O dispositivo estima a receita e fixa a despesa orçamentária para o ano financeiro de 2021. De acordo com a lei, a receita total do Município é estimada em R$ 999.894.000,00 (novecentos e noventa milhões, oitocentos e noventa e quatro mil reais), integrando o Orçamento Fiscal e o Orçamento de Seguridade Social.

“Estamos nos reunindo e discutindo a aplicação do orçamento anual do município. Sabemos que esse planejamento é essencial para que possamos realizar as atividades da Prefeitura no ano de 2021″, reforçou a prefeita em exercício.

O encontro também abordou o Plano Plurianual (PPA), que deve ser enviado à Câmara de Vereadores até o mês de agosto. O PPA é o instrumento responsável por definir as diretrizes, objetivos e metas a serem seguidos pelo Governo Municipal por um período de quatro anos.

Também participaram da reunião o secretário de Administração, Kairan Rocha; o secretário de Finanças, Jonas Sala; o secretário da Transparência e do Controle, Diêgo Gomes, e representantes das secretarias de Desenvolvimento Social, Educação e Saúde.