Desde o início do ano, o Programa Municipal de Aração já arou 1.175,05 tarefas de terra, beneficiando 442 pequenos produtores rurais

Após um dia inteiro de trabalho sob a insistente neblina que cai sobre a comunidade quilombola de Velame, o agricultor José Augusto Santos, 39 anos, observa de longe a ação dos dois tratores que aram as terras de sua família. Seu pai e alguns de seus irmãos foram cadastrados pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, e incluídos no Programa Municipal de Aração de Terras.

José Augusto Santos

Com isso, quatro tarefas dessas terras – a quantidade máxima atendida pelo programa – estão sendo aradas pela Prefeitura, sem custo algum para os proprietários. O dinheiro que eles gastariam, pagando pelos serviços de um tratorista particular, agora pode ser revertido para outros fins, como um maior investimento na produção. “É um benefício, porque ajuda bastante”, comemora Santos.

Assim, o agricultor já faz seus planos para os dois alqueires e meio de terras. Como elas estão localizadas numa área alta, ele e os irmãos vão cultivar mandioca logo após a chegada das primeiras chuvas consistentes, esperadas para ocorrer entre novembro e dezembro deste ano. Após a colheita, pretendem vender a produção para ser transformada em farinha. Livre dos gastos que teria com aração, a família quer aumentar os lucros sobre a comercialização de seu produto. “É muito bom, porque assim a gente pode crescer mais. É uma grandeza muito importante para nós. A Prefeitura está sempre conosco”, agradece Santos.

‘Mais benefícios’ – Somente em Velame, 22 famílias foram cadastradas pela Prefeitura no Programa Municipal de Aração de Terras. Desde o início do ano, em todo o município, já foram arados 1.175,05 tarefas de terra, beneficiando um total de 442 produtores rurais. “Cada vez mais, os pequenos agricultores serão beneficiados com esse trabalho”, informou o secretário municipal de Agricultura, Odir Freire.

O programa é desenvolvido desde 1997, com recursos próprios do município. Recentemente, o Governo Municipal adquiriu mais cinco tratores com arado, que se somaram aos três que já operavam na zona rural. “Com essas novas máquinas, vamos implementar ainda mais esse trabalho em todo o interior do município. Isso significa mais produção e mais benefícios para a comunidade rural”, afirmou Freire.