A manhã desta quarta-feira, 25, foi de comemoração para 500 famílias cadastradas no Programa Municipal de Habitação Popular. Reunidos no Ginásio de Esportes Raul Ferraz, os beneficiários assinaram um contrato com a Caixa Econômica, referente à aquisição de unidades habitacionais do Residencial Jequitibá, construído no bairro Miro Cairo.

José Ronaldo Cunha

O superintendente regional da Caixa Econômica, José Ronaldo Cunha, celebrou a obtenção da primeira casa própria dos beneficiários. “Para a Caixa Econômica é uma satisfação ver as pessoas concretizando seu sonho. Vocês estão criando uma nova comunidade, então o importante é que vocês se unam e cultivem o respeito pelos novos vizinhos. O empreendimento em que vocês vão morar está muito bonito, e eu desejo que vocês sejam muito felizes na nova moradia”, declarou.

Regina Guimarães

Para a diretora de Habitação Popular, Regina Guimarães, é uma satisfação saber que o programa contribuiu para a realização do sonho de muitas famílias. “Nós selecionamos essas famílias a partir de critérios definidos pelo Programa Minha Casa Minha Vida. Depois disso, a Caixa Econômica verifica as condições para garantir que as pessoas beneficiadas preencham os critérios. Então, hoje, para nós é um dia muito feliz, um dia de festa”, comentou.

Valdinei Almeida e família

O auxiliar de produção Valdinei Almeida de Jesus levou toda a família para participar do momento. Casado há três anos e morando na casa da sogra, Valdinei já faz planos para a nova casa. “Eu sinto uma enorme gratidão, me sinto muito bem de saber que minha família vai ter um lugar para morar. Meu filho vai ter um quarto só pra ele. Eu já estou planejando arrumar o quartinho dele e deixar a casa toda arrumadinha”, contou.

Carla Guedes

Gratidão é o mesmo sentimento expressado por Carla Coelho Guedes. “Eu me sinto muito feliz, muito agradecida. Eu já morei na casa da sogra, depois fui morar de aluguel e agora vou ter minha casa própria. Só de me livrar do aluguel já é uma satisfação”, afirmou.

Cláudia dos Santos

Há muito tempo Cláudia dos Santos sonha em ter a própria casa. Hoje, assinando o contrato de aquisição, mal consegue definir o sentimento diante da realização. “Eu agradeço muito a Deus por esta vitória, por ter me dado esta oportunidade. Há cinco anos eu busco ter minha própria casa”, disse.

Miriam dos Santos

“Eu estou muito feliz. Eu nunca tive uma casa, agora estou recebendo uma. Como posso não me sentir diferente?”, indagou a dona de casa Mirian dos Santos. Ela conta que ainda mora na casa dos pais, com a filha, e aguarda ansiosamente para entrar na nova casa.