Incentivar a cultura local, apoiar o trabalho de artistas da terra e revelar novos talentos. Esses têm sido os principais resultados do Festival de Forró, que chegou à sua quinta edição em 2014. Promovido pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, o evento faz parte do Forró Pé de Serra do Periperi e vem para resgatar a tradição junina e estimular a produção musical da cidade. Na noite desta sexta-feira, 13, a Praça 9 de Novembro testemunhou a grande final da competição, que teve a difícil missão de escolher a canção vencedora dentre as 15 finalistas.

Secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Nagib Barroso.

O alto nível de profissionalismo dos compositores neste ano foi uma surpresa gratificante, conforme aponta o secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Nagib Barroso. Ele destaca o sucesso do evento, que mais uma vez foi uma vitrine para a produção musical da cidade, valorizando os artistas da terra. “É imprescindível a força que um evento dessa proporção tem, porque ele vem para buscar a raiz. E um povo só se torna livre e independente quando tem sua cultura preservada”, afirma o secretário.

A sanfona, o triângulo e a zabumba não tiveram descanso durante a noite. Dando vida às canções inéditas trazidas pelos artistas, os instrumentos não deixaram o forró pé serra morrer até a divulgação do resultado. A expectativa foi grande entre os músicos, os jurados e o público. O Festival teve início na segunda-feira, 9, e desde então passou por três etapas eliminatórias, de onde saíram as composições finalistas.

“Nós destino” foi a escolhida como melhor música da noite, levando o primeiro lugar do Festival de Forró. A canção tem a composição de Clauber Martins e foi interpretada por Luiza Saldanha. Tentando dominar a mistura de emoções diante da divulgação do resultado, Luiza expressa a gratidão pela vitória: “Eu acho que a gente mereceu. Trabalhamos bem, escolhemos a música, a vestimenta dos músicos. Estou muito satisfeita, é um sentimento inexplicável.”

Da esquerda para a direita: Rony Barbosa, terceiro colocado; Luiza Saldanha, primeira colocada; e Alex Baducha, segundo colocado.

Alex Baducha, que deu voz a “Recordações”, de sua própria autoria, ficou com o segundo lugar da competição. O artista já participou de edições anteriores do Festival de Forró, e reconhece que a premiação revela o seu crescimento no meio musical. Diante disso, ele destaca a importância do evento para os artistas regionais: “Isso é ótimo para a cidade, a tendência é evidenciar novos talentos.”

Foi com surpresa que Rony Barbosa recebeu o terceiro lugar da noite. “Essa menina”, composta por Cainã Araújo, conquistou posição de destaque. Diante da felicidade com a notícia, Rony parabeniza a iniciativa do Festival. “A Prefeitura está de parabéns. Todas as cidades vizinhas e até mesmo das capitais poderiam olhar mais para a sua cultura, para a sua própria casa, para os artistas regionais. Tem muita coisa boa nascendo e sendo espelhada na verdadeira música e trazendo a essência do verdadeiro forró”, ressalta.

Confira as 10 canções premiadas pelo Festival de Forró:

1º lugar
“Nós destino”
Compositor: Clauber Martins
Intérprete: Luiza Saldanha

2º lugar
“Recordações”
Compositor e intérprete: Alex Baducha

3º lugar
“Essa menina”
Compositor: Cainã Araújo
Intérprete: Rony Barbosa

4º lugar
“Um homem, uma história, uma vida”
Compositora e intérprete: Narjara Paiva

5º lugar
“Oração sertaneja”
Compositores: Geci Brito
Intérprete: Geci Brito e Grupo Pé de Serra

6º lugar
“Naquela bela rede (Pequeno Grande Coração)”
Compositor: Teu Soares
Intérprete: Geisiane Cypriano

7º lugar
“Na ponta da agulha”
Compositor e intérprete: Tivão

8º lugar
“No xamego do forró”
Compositor: Onildo Barbosa
Intérprete: Everton Costa

9º lugar
“Amante do forró”
Compositor e intérprete: Bia da Arapuca

10º lugar
“Na teia de guardar segredos”
Compositor: Graco Lima
Intérprete: Manno di Sousa
[nggallery id=119]