Atividade será realizada no sábado, 11, às 17h, no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima

Para os participantes do Festival da Juventude – Ano II, em Vitória da Conquista, o final da tarde do próximo sábado, 11, será uma oportunidade de ouvir de perto duas figuras de inegável importância para a música brasileira: trata-se do “Papo de Poeta”, atividade agendada para o Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, às 17h, com os compositores Arnaldo Antunes e Luiz Galvão.

Da mesma forma que a conferência de abertura do evento, que será conduzida na tarde do dia 10 pelo escritor e dramaturgo Ariano Suassuna, o “Papo de Poeta” será aberto ao público em geral. A inscrição será necessária apenas a quem quiser receber certificado referente a essa atividade. O prazo para ser inscrever para receber o certificado de participação vai até a próxima quinta-feira, 9, às 12h, por meio do site do Festival.

Sobre os poetasArnaldo Antunes é o que se pode chamar de artista multimídia. Em três décadas de carreira, contando os tempos em que foi integrante dos Titãs (banda da qual se desligou em 1992) e a fase de carreira-solo, foram cerca de vinte discos lançados. Paralelamente, consolidou-se como expoente da literatura contemporânea brasileira. Tem quase vinte livros publicados, entre eles “As Coisas”, que lhe valeu o Prêmio Jabuti de Poesia em 1993. Além de cantor e compositor, também costuma atuar como ensaísta de jornais, apresentador de TV e artista visual.

Natural de Juazeiro-BA, o compositor, poeta e escritor Luiz Galvão fez parte do grupo Novos Baianos. Estabeleceu intensa parceria musical com Moraes Moreira, ao lado de quem compôs a maioria dos sucessos gravados pelo grupo nos anos 70, entre elas “Acabou Chorare”, “Preta Pretinha”, “O Mistério do Planeta” e “Quando Você Chegar”. Em 1997, publicou o livro “Anos 70: Novos e Baianos”, em que relata a trajetória do grupo.

O Festival da Juventude – Ano II é promovido pela Prefeitura de Vitória da Conquista, com apoio da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), da Faculdade Independente do Nordeste (Fainor) e do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima.