Desde terça-feira (3), a Prefeitura de Vitória da Conquista está realizando a Feira de Economia Solidária na Praça do Barão do Rio Branco. São 19 barracas e mais de 30 comerciantes que migraram suas vendas do Centro Glauber Rocha para expor diversas modalidades de artesanato no Centro da cidade nesta semana. A feira se encerra às 16 horas deste sábado (7), véspera do Dia das Mães.

De acordo com o coordenador municipal de Economia Solidária, Jadiel Albino, o esperado é que a feira movimente cerca de R$ 15 mil em vendas. “Sempre em datas comemorativas, nós trazemos a Economia Solidária do Glauber Rocha, o pessoal dos artesanatos, para participar dessa feira, pra conseguir ter uma fonte de renda mais perto do público”, explicou.

Há quase 15 anos na Economia Solidária, Cris Sousa vende tapetes, panos de prato e puxa sacos, todos pintados a mão. Para ela, as vendas já melhoraram. “É uma oportunidade única em que a Prefeitura apoia a gente, porque vêm muitas pessoas de fora comprar o presente do Dia das Mães, da região, da redondeza. E aí é uma oportunidade de a gente expor nossos produtos. Eu, geralmente, em toda feira vendo”, avaliou.

Já Ana Matias trabalha há 12 anos com produtos de decoração, crochê, artigos de reciclagem, acessórios e itens diversos. “Muita curiosidade, muita gente olhando as novidades, admirando nosso trabalho. Nós fazemos nosso trabalho com amor, com dedicação, com carinho. E, por essa razão, é um pouquinho do nosso que a gente dá de amor para as mães”, disse.

Há oito anos na Economia Solidária, Lindinalva Costa produz artesanatos diversos, a exemplo de crochê, pintura, vagonite de fita e miçangas. Para ela, a expectativa é melhorar as vendas neste sábado, pois muitas pessoas deixam para comprar o presente em cima da hora. Ela deixou o convite: “Que vocês venham prestigiar nosso trabalho, que é um trabalho feito com amor, com carinho, com cuidado. Que vocês venham nos prestigiar. E feliz Dia das Mães para todas antecipadamente!”