Aula de coletividade para pessoas interessadas no bem público. Assim foi a plenária do Orçamento Participativo, realizada no Esplanada do Parque, nessa terça-feira, 21. O encontro reuniu moradores do Loteamento Conquistense e dos bairros Boa Vista, Esplanada do Parque e Jardim Guanabara.

O secretário de Governo Edwaldo Alves apresentou aos cidadãos gráficos que discriminam os investimentos municipais por secretarias e setores. Desses, mais de 60% são aplicados em saúde e educação. “Isso porque nós consideramos essas áreas como prioridade. Especialmente a população mais carente depende desses investimentos”, afirmou o secretário.

Lucinéia Freire, técnica da Secretaria de Meio Ambiente

Além dos membros da Executiva do OP, as plenárias têm a participação de representantes das secretarias municipais que procuram conhecer de perto as necessidades do Município. “Nas plenárias, nós colhemos informações sobre o que as pessoas querem. Cada secretaria vem escutar para atender as demandas relacionadas sua atuação”, comentou a técnica da Secretaria de Meio Ambiente, Lucinéia Freire.

João Santana

Para o morador do Loteamento Morada dos Bem-te-vis, João Santana, o Orçamento Participativo “é um processo democrático e participativo, em que o povo fala de suas necessidades”. O médico acha importante acompanhar as ações do Governo e saber “para onde os recursos são drenados, e conferir se as práticas políticas correspondem ao interesse popular e tentar construir uma Conquista melhor”.