Na manhã desta quinta-feira, 16, teve início nas escolas municipais da zona urbana o “Dia de Prevenção e Controle da Dengue nas Escolas”, com a finalidade de conscientizar os alunos do ensino fundamental I e II sobre a importância de fiscalizar suas casas, assim como alertar os adultos a tomar um posicionamento atuante e responsável frente ao controle à dengue.

Os alunos receberam uma cartilha com a temática da dengue, ilustrada com personagens da turma do Xaxado. Foram produzidos dois tipos de materiais: um para o ensino fundamental I “O mosquito que queria ser rei” e outro para o II “Vamos acabar com a dengue”. Os professores utilizaram a aula para desenvolver algumas atividades com os alunos, como leiturae atividades da cartilha, discussão sobre a temática e proposição da tarefa que eles deverão fazer em casa com a ajuda dos pais.

Essa é uma iniciativa da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), em parceria com a Secretaria da Educação do
Estado (SEC) e Prefeitura de Vitória da Conquista, como uma forma de controlar o aumento dos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. “Somos um polo em saúde e atendemos atualmente 72 municípios da região Sudoeste. Fazer esse trabalho em parceria com a educação é uma

Gildijoney dos Santos Lopes

maneira de conscientizarmos professores e alunos e assim formamos grandes mobilizadores no controle de prevenção à dengue”, explicou a coordenadora do programa de Endemias de Vitória da Conquista, Polyana Gonçalves.

Professora Eurides Rodrigues Oliveira Rocha com seus alunos

“Essa campanha é bastante interessante, pois estimula os alunos a participarem efetivamente do combate à dengue. Outro fator positivo é o material didático lúdico e de fácil compreensão que eles adoraram. Precisamos integrar mais a saúde e a educação para melhorarmos e combatermos a dengue em nosso país”, disse a coordenadora pedagógica do 6º ao 9º ano, no Centro Educacional Prof. Paulo Freire, Gildijoney dos Santos Lopes.

A professora de Educação Física do Centro Educacional Professor Paulo Freire, Eurides Rodrigues Oliveira Rocha, após a explanação da cartilha incentivou os alunos para procurarem focos da dengue dentro da unidade escolar. “Também sou funcionária pública no Hospital de Base e sei o quanto é fundamental trabalhar com as crianças a prevenção contra a dengue. Tudo o que elas aprendem na escola levam para casa e esse é o nosso maior objetivo: promover esse cuidado na casa de cada uma delas. Todos estão de parabéns pela iniciativa”.

Jordan Pereira Nascimento

Jordan Pereira Nascimento tem 12 anos e está no 8º ano. Para o estudante, aprender mais sobre a dengue é fundamental. “Recebemos uma história em quadrinhos que informa muitas coisas importantes sobre a dengue e o quanto ela é perigosa. Os professores pediram para encenarmos a historinha para os colegas e produzirmos um texto falando como se prevenir contra a doença. Foi muito legal”.