Apresentações culturais foram prestigiadas por alunos da Iza Medeiros e de escolas vizinhas

Em referência ao Dia da Consciência Negra, celebrado na última semana (20 de Novembro), e como parte das atividades do projeto Trançando Africanidades, unidades escolares municipais de Vitória da Conquista realizaram programações especiais neste fim de semana. Foram momentos para celebrar a cultura africana e reforçar a luta contra o racismo.

Na Escola Municipal Iza Medeiros, foram realizadas apresentações culturais não só para alunos da unidade, mas também de escolas vizinhas, como a Escola Municipal Milton de Almeida Santos. Além disso, algumas salas se transformaram em estandes que expuseram, por exemplo, um dicionário de palavras de origem africana e personalidades negras que fizeram e fazem história.

Cultura africana foi enaltecida durante as apresentações

“Resgatamos a história negra da cidade, do Brasil e do mundo, trazendo personagens, como Fulô do Panela (que teve uma grande contribuição na construção de Conquista e do Hospital São Vicente, por exemplo); discutindo a questão do combate ao racismo; valorizando a arte, a vestimenta e a cultura”, contou o diretor da escola, Ronilson Ferreira.

Participaram do evento, que fez parte de um projeto maior intitulado “Vitória da Conquista, Trançando Africanidades”, alunos da Educação Infantil ao 5º ano. Segundo o diretor, o impacto entre os estudantes foi extremamente positivo. “Tanto do ponto de vista pedagógico por conta do conteúdo trabalhado quando da visibilidade, da identidade”, assegurou.

Secretária interina de Educação, Regina Meira, visita estandes, ao lado do diretor da Iza Medeiros, professor Ronilson Ferreira, e elogia o trabalho

O depoimento do aluno do 4º ano, Bruno Carvalho, exemplifica isso. Aos 12 anos, o estudante, que apresentou um pouco da cultura dos tropeiros em um dos estandes, afirmou: “aprendi muita coisa com esse projeto. Aprendi que o mundo seria bem melhor se não tivesse o racismo e que a gente tem sempre que manter o respeito”.

Visitando os estandes, a secretária interina de Educação, Regina Meira, elogiou a iniciativa: “É muito importante que as escolas promovam entre os alunos uma cultura de respeito e valorização das diferenças étnico-raciais. A Escola Iza Medeiros está de parabéns pelo evento realizado, a equipe que se empenhou. Foi muito lindo”, enfatizou.