Público compareceu em peso para lançamento do jornal

O lugar onde moro. Este é o tema da 14ª edição do Jornal Eco Teens, lançado nesta quinta-feira (14), na Escola Municipal Francisco Antônio de Vasconcelos – CEI de Cabeceira, no povoado de Cabeceira.

Executado pelo Ministério Público, em parceria com a Prefeitura Municipal, com o Núcleo Territorial de Educação, conselhos municipais e Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, além de outras instituições, o projeto busca desenvolver nos alunos o respeito ao meio ambiente e a consciência ambiental, por meio das atividades promovidas nas escolas participantes.

Joice e Falbert destacaram a importância da produção do jornal

E foi isso que aconteceu com os alunos da Escola Francisco Antônio de Vasconcelos. Durante os meses de execução do projeto, conheceram mais sobre o processo de extração da argila, muito comum na região, e os impactos ambientais causados por ele. “Aprendemos muito durante esses dias, visitamos vários lugares e certamente vamos passar esses conhecimentos para os nossos pais e familiares”, declarou a estudante Joice Batista, do 9º ano.

Para Falbert Talles Andrade, também aluno do 9º ano, a experiência de produzir o jornal despertou nele uma nova visão sobre o lugar onde vive. “Além disso, melhoramos os nossos textos e percebemos quanto é importante conhecer para preservar”, assegurou.

Em sua fala aos presentes, a secretária municipal de Educação, Selma Oliveira, parabenizou a comunidade escolar pelo jornal. “Tudo isso é o resultado do envolvimento e comprometimento de todos que participaram do processo de produção desse jornal”, disse.

Secretária de Educação, Selma Oliveira, parabenizou a comunidade escolar pelo jornal

A promotora de Justiça Karina Cherubini, responsável pela área de Meio Ambiente no Ministério Público do Estado da Bahia, se emocionou ao destacar as particularidades do jornal produzido pelos alunos da Escola Municipal Francisco Antônio de Vasconcelos. “A profundidade das informações e textos contidos nesse jornal provocaram transformações em mim e com certeza em todos aqueles que tiverem acesso a esse jornal. Os alunos do 6º, 7º, 8º e 9º anos fizeram aqui um ótimo trabalho de jornalismo, um verdadeiro e forte jornalismo investigativo”.

Além da Escola Municipal Francisco Antônio Vasconcelos, participam do projeto Eco Kids e Eco Teens as escolas municipais Isa Medeiros e Antônio Machado Ribeiro, os colégios estaduais José de Sá Nunes e Abdias Menezes e a escola particular Monteiro Lobato. Este ano, os estudantes também participarão de um concurso de histórias em quadrinhos voltados para a temática ambiental.