Amor, cuidado e profissionalismo estão entre os protocolos adotados pelo Hospital Municipal Esaú Matos ao receber todos os pacientes, em especial as gestantes. Em 17 de setembro é celebrado o Dia Mundial da Segurança do Paciente, e neste ano, a Sociedade Brasileira para a Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente (SOBRASP) adotou como tema principal “O Cuidado Materno e Neonatal Seguro”, sugerido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Atento à importância do assunto, o Hospital Esaú Matos, a maior maternidade do Sudoeste da Bahia e referência no Estado, reforça as ações de atenção e zelo aos pacientes neste mês de setembro.

Joelma com sua filha em acompanhamento médico

Joelma Rodrigues Silva sabe bem da necessidade de uma atenção adequada ao entrar numa maternidade. Ela teve uma gestação de alto risco, por isso fez todo o pré-natal no Esaú Matos, assim como o parto e acompanhamento pós-parto. Já em casa com sua bebê, Maria Luísa, de pouco mais de dois meses, a dona de casa diz que se sentiu segura e acolhida pelos profissionais do Esaú: “É um momento que a gente está bastante frágil e cheia de dúvidas. E a forma como fui recebida, em todos os momentos que estive no hospital, foi fundamental para me sentir confortável e confiante de que tudo daria certo. Sou muito agradecida a todos”.

Para ter uma noção melhor da importância do Esaú Matos em toda a região, a maternidade é pactuada com 73 municípios, além de Vitória da Conquista, atendendo inclusive cidades do Norte de Minas Gerais. Por ano são realizados cerca de 5 mil partos, o que dá em média mais de 400 nascimentos mensalmente. A unidade conta com 32 médicos obstetras e uma equipe multiprofissional especializada. Além de uma Coordenação de Segurança do Paciente.

Segundo a enfermeira Andressa Baleeiro, coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente, o propósito do núcleo é qualificar, ainda mais, o serviço de saúde oferecido pelo Hospital Esaú Matos: “É por isso que trabalhamos com metas e padrões internacionais para reduzir os riscos e estimular a cultura de segurança dentro do ambiente hospitalar. Nós também trabalhamos com focos que vão desde a comunicação efetiva, cirurgia segura, cuidado medicamentoso, risco de queda, até a prevenção por uma lesão por pressão, por exemplo”.

Recentemente o hospital recebeu uma novidade muito bem vinda. Foi selecionado para participar do projeto “Saúde em Nossas Mãos: Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”. Ao todo 204 unidades hospitalares foram selecionadas para participar deste projeto, que tem como intuito reduzir infecções e melhorar a segurança no paciente em todo o país. Durante 24 meses a UTI será acompanhada e a equipe terá um suporte educativo para aprimorar as práticas seguras na UTI.

O Esaú Matos tem no currículo, também, o título de “Amigo da Criança”, projeto criado pela Organização Mundial da Saúde e UNICEF. Isso significa que bebês saudáveis nascidos em Hospitais Amigo da Criança têm menos risco de intervenções desnecessárias logo após o parto. O contato pele a pele com a mãe logo após o nascimento, a amamentação na primeira hora de vida, ainda na sala de parto, e o alojamento conjunto são mais frequentes nessas instituições.

O hospital municipal ainda se habilitou para receber o Selo e Certificado de Qualidade de Segurança do Paciente. O Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), por meio do Programa Nacional da Qualidade, instituiu esse Selo e a Certificação seguindo recomendações da OMS. Esse reconhecimento busca incentivar iniciativas em prol da segurança do paciente, o estímulo das iniciativas de Programas da Qualidade que contribuam com a assistência segura e eficaz ao paciente, minimizando os riscos inerentes ao exercício profissional, além de estimular o desenvolvimento de iniciativas voltadas para a excelência da qualidade na Assistência de Enfermagem no Brasil.