Do dia 2 ao dia 5 de Maio, a Secretaria Municipal de Vitória da Conquista, por meio da Coordenação da Atenção Básica, realiza uma série de Oficinas para instrumentalizar as equipes da Atenção Básica do município para utilização da ferramenta do Planejamento Estratégico Situacional (PES) na reorganização do processo de trabalho. As oficinas acontecem no Polo (Escola de Formação em Saúde da Família) e contam com a participação dos trabalhadores dos Postos de Saúde da Família (PSF) da zona urbana de Vitória da Conquista.

As Oficinas estão sendo realizadas com o apoio do projeto HealthRise, que vem sendo desenvolvido em alguns PSF da cidade com o apoio da Universidade Federal da Bahia. Segundo a farmacêutica da Farmácia-escola do IMS/UFBA e do Núcleo Regional de Saúde Sudoeste, e uma das ministrantes das Oficinas, Priscila Ribeiro de Castro, “esse é um tipo de planejamento com características importantes como trabalhar sobre a realidade que temos, ser elaborado coletivamente a partir das perspectivas de vários atores e de ser um processo aberto, sujeito a alterações, assim como é a realidade”. Ela ainda ressalta: “Para aprender a operacionalizar essa metodologia, o foco de discussão engloba atividades realizadas por essas equipes na rotina diária”.

De acordo com a diretora da atenção básica, Maria das Graças Lima Cardoso, os serviços de saúde dos PSF de Vitória da Conquista estão passando por uma reestruturação, cujo objetivo primordial é oferecer um serviço de melhor qualidade aos usuários. “A mudanças serão várias” afirmou a diretora e completou: “a começar pela semana típica dos enfermeiros que, através do projeto HealthRise, também estarão capacitados para atender os pacientes com diabetes e hipetensão, trabalho que é feito somente pelos médicos atualmente”. Ainda, segundo ela, neste primeiro momento, as Oficinas contemplam apenas as equipes da zona urbana, mas em breve também serão realizadas com os profissionais da zona rural.
As Oficinas estão sendo conduzidas pelas facilitadoras Fabiely Gomes da Silva Nunes, coordenadora da Assistência Farmacêutica do município, e Priscila Ribeiro de Castro, farmacêutica. Ambas participaram do curso Gestão da Assistência Farmacêutica, desenvolvido pelo Ministério da Saúde em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina.