A prefeita Sheila Lemos participou, ontem (30), em Niterói (RJ), do Encontro Nacional de BiodiverCidades promovido pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), o mesmo onde o Município de Vitória da Conquista pleiteia um financiamento internacional de US$ 71,4 milhões. O evento reuniu especialistas e prefeitos da América Latina e Caribe para compartilhar conhecimentos e experiências que contribuam para consolidar boas práticas de gestão urbana em harmonia com a natureza.

A programação envolveu conferência, debate, mesa de diálogo e visita de campo e, no encerramento, prefeitos e prefeitas assinaram a Declaração de Barranquilla Pelas Cidades Sustentáveis e a Biodiversidade, documento em que reafirmam o compromisso com um modelo de gestão urbana de desenvolvimento que respeite a biodiversidade.

“O grande desafio é como conciliar a preservação e restauração da natureza com a cidade e manter o ritmo de crescimento. Pra isso, devemos planejar as cidades a longo prazo, não tem como você ajustar tudo no momento atual ou em curto prazo. Então, a gente precisa pensar as cidades a longo prazo, todos os gestores, instituições, sociedade civil organizada, as pessoas precisam pensar a cidade lá na frente, e os municípios precisam hoje implantar estratégias de infraestrutura verde nas cidades”, afirmou a prefeita Sheila Lemos.

Ainda de acordo com ela, uma das principais metas destacadas pelo evento para atingir esse objetivo é revisar a maneira de deslocamento das pessoas na cidade, promovendo a transferência do transporte modal individual motorizado para o coletivo ou o não poluente. “A mobilidade sustentável rompe com a visão de cidades para veículos, devolvendo o protagonismo as pessoas. Porque são as pessoas que moram na cidade, então precisamos deixar as cidades para as pessoas”, ressaltou a gestora.

Ciclovias integradas ao verde

Essa filosofia valorizada pelo encontro está em sintonia com o próprio lema da gestão da prefeita Sheila Lemos: Governo Para Pessoas. Não é à toa que o maior pacote de obras da história de Vitória da Conquista, que será executado a partir do empréstimo internacional de US$ 71,4 milhões, viabilizado pela própria CAF, já prevê obras de infraestrutura verde, bem como outros serviços de requalificação viária que já vêm sendo executados na cidade.

“Olha a ciclovia da Olívia Flores, como é aprazível de se passar ali. No projeto que mandamos para a CAF, todas as nossas novas vias ou requalificação das vias vão ter ciclovias com espaço verde, calçadas para caminhadas com espaço verde. Então, a ideia é atrair pessoas para esse transporte mais verde, esse transporte que não degrada o meio ambiente, que não polui”, assegurou Sheila.