Facilitar o aprendizado dos alunos surdos da Rede Municipal de Educação de Vitória da Conquista. É com esse objetivo que será distribuído em cinco escolas municipais, três na zona urbana e duas na zona rural, um dispositivo eletrônico composto por um microfone transmissor usado pelo professor e um receptor, que será utilizado pelo aluno com surdez. Em cada uma dessas escolas, um docente e um estudante receberão o equipamento.

Esse projeto é uma iniciativa da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão/ Secadi do Ministério da Educação/MEC. O dispositivo é fruto das pesquisas desenvolvidas pela Secadi, em parceria com o Laboratório de Estudos do Comportamento Humano da Universidade Federal de São Carlos/ UFSCar e com a Universidade de São Paulo/ USP.

Segundo o secretário de Educação, Coriolano Moraes, esse projeto é extremamente importante para o município. “A parceria com o MEC é mais uma ação para valorizar e apoiar os professores que trabalham com a educação especial, facilitando a comunicação com o aluno e acelerando o processo de aprendizagem”, afirmou.

De acordo com o último censo escolar a Rede Municipal de Ensino conta com 36 alunos com surdez. Alguns critérios foram essenciais na seleção dos alunos que participarão desse projeto piloto. Um deles foi que os estudantes deveriam estar cursando até o 3º ano das séries iniciais. Os alunos que receberão o dispositivo pertencem as escolas municipais Frei Serafim do Amparo, Padre Aguiar, Zica Pedral, José Rodrigues do Prado e Otaviano Salgado.

Sobre o sistema – O dispositivo adota o sistema de frequência modulada/FM para filtrar a voz do professor, eliminando os ruídos da sala de aula. Isso ajuda a melhorar a acessibilidade acústica dos alunos com deficiência auditiva que usam aparelhos de amplificação sonora e implante coclear – equipamento eletrônico que proporciona aos seus usuários a sensação auditiva próxima ao fisiológico.

No final de novembro a equipe da fabricante do dispositivo, estará em Vitória da Conquista para entregar o equipamento às escolas. Na oportunidade, os alunos e seus responsáveis, a direção das escolas e os professores das salas de recursos multifuncionais também estarão presentes para que todos sejam informados sobre o funcionamento e a utilização do dispositivo eletrônico. Após a entrega dos dispositivos, os alunos e os professores serão avaliados durante 30 dias com a finalidade de saber se houve melhorias no desenvolvimento auditivo dos alunos.