29 de janeiro é o Dia Nacional da Visibilidade Trans. Para lembrar a importância da data, a Coordenação Municipal de Políticas e Promoção da Cidadania e Direitos LBGT irá promover uma atividade educativa no Conjunto Penal de Vitória da Conquista, onde está situada a primeira cela LGBT da Bahia. A ação acontece nesta quarta-feira (29), às 14 horas.

Atualmente, há 14 pessoas transgêneras confinadas no Conjunto Penal. Elas irão participar de palestras sobre a prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), cidadania LGBT e outras temáticas relacionadas.

O Dia Nacional da Visibilidade Trans busca dar atenção e visibilidade à população transgênero, que são aquelas pessoas que não se identificam com o sexo que nasceram. Em todo o país, vão ser desenvolvidas atividades de conscientização e combate à violência e marginalização dessas pessoas.

O Brasil é o país onde mais se registram assassinatos de transgêneros no mundo, e a Bahia está entre os primeiros estados com maior número de mortes violentas de pessoas LGBT. Vitória da Conquista tem alcançado alguns avanços na consolidação da cidadania desse público: entre 2018 e 2019, 36 homens e mulheres trans garantiram o registro do seu nome social no RG, CPF e registro civil. Além disso, a Unidade de Saúde João Melo está sendo preparada para se tornar referência no atendimento da população trans. Lá, serão realizados exames laboratoriais, consultas e ultrassonografias para o processo de transição.