Além da construção de barragens na zona rural, a Prefeitura se empenhou junto ao Governo Federal para tornar realidade a futura Barragem do Rio Pardo

Barragem na região de Matinha

Em pleno Dia da Água, comemorado mundialmente neste 22 de março, a população de Vitória da Conquista pode-se considerar vitoriosa. Se o município apresenta carências no que diz respeito a reservatórios naturais de água, o mesmo não se pode dizer do empenho com que o Governo Municipal tem saído em busca de alternativas que possibilitem o acúmulo desse recurso natural, com vistas a possibilitar a convivência das comunidades rurais com os períodos de estiagem.

“É uma data muito importante, para buscar a consciência das pessoas sobre a preservação da água”, explica o secretário municipal de Agricultura, Odir Freire, ao mencionar o alcance da data de hoje. “Trata-se de um momento de reflexão para todos nós”, prossegue Odir, para quem “Vitória da Conquista está de parabéns porque tem procurado aumentar cada vez mais o acúmulo de água em toda a zona rural”.

Odir Freire

O secretário se refere ao fato de que, somente em 2013, foram construídas nada menos que 11 barragens, cuja capacidade média de acumulação oscila entre 50 e 60 milhões de litros de água, cada uma. Elas estão concentradas em áreas estratégicas da zona rural, nas quais predomina o bioma caatinga – e onde, naturalmente, há menor incidência de chuvas. “Isso é para que possamos aproveitar a água das chuvas, para que as pessoas possam usá-la no período de estiagem, para o consumo animal e para a produção”, observa Odir.

Barragem em Gameleira II já está sendo construída

E o trabalho continua em 2014. A primeira barragem do ano já está sendo construída na localidade de Gameleira II, que fica na região de caatinga que margeia o distrito de José Gonçalves. A obra, iniciada no dia 10, encontra-se em plena execução.

Empenho decisivo – A preocupação do Governo Municipal com o acúmulo de águas pluviais não se limita à zona rural. Houve, da parte da Prefeitura, empenho decisivo junto ao Governo Federal para que se garantisse o envio de recursos que permitissem a realização do projeto para a construção da Barragem do Rio Pardo – uma obra que era almejada pela população de Vitória da Conquista havia décadas. O projeto básico da obra, por sinal, já está pronto. Quando estiver concluída, a barragem poderá acumular aproximadamente 330 milhões de litros de água – volume suficiente para sanar os problemas de abastecimento não só de Vitória da Conquista, mas também de outros municípios localizados no platô.

‘Data significativa’ – É por essas razões que o secretário municipal de Agricultura acredita que Vitória da Conquista está num bom momento, por ocasião da passagem deste Dia da Água. “É uma data significativa para nós”, diz Odir, ressaltando que a economia de água é algo eternamente bem-vindo. “Desta forma, fazemos um trabalho de preservação com a água, para o futuro de nossos netos e bisnetos”, afirma.