A terceira Feira de Saúde dos Servidores do Deserg aconteceu nesta sexta-feira (21), em homenagem ao mês do trabalhadores [o Dia do Trabalhador foi comemorado no dia 1º]. A prefeita Sheila Lemos foi prestigiar a abertura do evento, que teve a presença de várias autoridades, como o comandante do Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO), coronel Ivanildo da Silva e o secretário municipal de Infraestrutura, Jackson Yoshiura, ao qual o Deserg é ligado.

Ao longo do dia o evento ofereceu aos 165 servidores do setor atendimento médico, teste de glicemia, aferição de pressão arterial e palestras nas áreas de saúde e direito.

“A gente trabalha o tempo todo pensando nas pessoas. Inclusive o quadro dos servidores municipais tem que ser valorizado o tempo inteiro, afinal são eles que fazem o nosso governo. Quero parabenizar ao Deserg, ao Sinserv e a todos que contribuíram para a realização desse evento”, declarou a prefeita.

A prefeita Sheila Lemos e a presidente do Sinserv, Lúcia Chagas, foram homenageadas pelos servidores

De acordo com o coordenador do Deserg, Lucas Batista, a Feira de Saúde é mais uma ação de valorização da equipe interna. “É importante levar ao servidor qualidade de vida, cuidando da saúde dele, para que ele esteja preparado para servir à sociedade conquistense. A gente vem valorizando o nosso servidor, pois ele é o patrimônio da nossa Prefeitura”, afirmou.

Além de receber o apoio de empresas privadas, o evento foi realizado em parceria com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (Sinserv). “A gente vê que não é só o sindicato que está preocupado com a saúde do servidor, com a qualidade de vida do servidor, e sim que o próprio Munícipio hoje tem essa visão”, comentou a presidente, Lúcia Chagas.

Wadson elogiou o tratamento humanizado que o Deserg tem dedicado aos servidores

Para Wadson Martins, que há 15 anos atua como motorista do Deserg, os servidores do órgão têm recebido pela atual gestão um reconhecimento nunca visto antes. “Agora o funcionário se sente mais valorizado. A gente nunca teve isso, a gente sempre foi excluído. O Deserg nunca teve essa qualidade, em todos os aspectos, tanto moral quanto social. Hoje, com a nova Coordenação, a gente está tendo todos esses privilégios”, avaliou.