A Conferência Intermunicipal de Igualdade Racial continua neste sábado, 20. Às 9h30, no antigo Colégio Diocesano, começaram os trabalhos com a leitura do Regimento Interno do evento. No final da manhã, os delegados se dividiram em quatro grupos para discutirem os seguintes subtemas propostos:

1. Estratégias para o desenvolvimento e o enfrentamento ao racismo nos municípios;
2. Políticas de igualdade racial: avanços, entraves e retrocessos – as especificidades dos municípios de Vitória da Conquista, Anagé e Barra do Choça;
3. Arranjos institucionais para assegurar a sustentabilidade das políticas de promoção da igualdade racial – SINAPIR; Fórum de Gestores Municipais, Organismos Municipais de Promoção da Igualdade Racial, Ouvidorias de Promoção da Igualdade Racial, Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa, Comitê Técnico de Saúde da População Negra, Comissão Estadual para a Sustentabilidade dos Povos e Comunidades Tradicionais (CESPCT);
4. Participação política e controle social: igualdade racial nos espaços de decisão; mecanismos de participação da sociedade civil no monitoramento das políticas de igualdade racial.

Para a jovem Gracielia Araújo, a experiência tem sido ótima. “Discutimos sobre a comunidade, estamos aprendendo mais sobre o que é conferência, estamos expondo as necessidades de nossa comunidade e à tarde temos mais o que debater”, disse a jovem que mora na Fazenda Água Doce, em Anagé. A Conferência ainda tem a participação de Vitória da Conquista e Barra do Choça.

No período da tarde, os trabalhos em grupo continua e a partir das 16h30 haverá a plenária final com a apresentação das propostas dos grupos e elaboração de um cronograma para execução dessas demandas, além da eleição de delegados para a Conferência Estadual, que será realizada em Salvador dias 28, 29 e 30 de agosto.