Laudos serão emitidos pelo órgão para apontar as causas e consequências do desabamento.

As chuvas que caem em Vitória da Conquista desde o último sábado (27) têm causado transtornos em alguns pontos da cidade. A Defesa Civil tem monitorado a situação, atendido os casos registrados no órgão e vistoriado as áreas atingidas, como ocorreu nesta terça (30), quando a equipe esteve na Rua Gilberto de Queiroz, no bairro Guarani.

No local, duas paredes de adobe da lateral de uma residência desabaram na madrugada desta terça. Uma senhora de 95 anos teve escoriações leves, mas recebeu os cuidados médicos necessários e passa bem. A estrutura da residência, que tem mais de 30 anos, foi inspecionada pelos técnicos do órgão.

“Agora, procederemos com os laudos, que vão apontar o que contribuiu para que esse acidente ocorresse e as suas consequências para que as providências necessárias sejam tomadas. Mas, de imediato, já vamos fazer a notificação para que a obra que está sendo realizada ao lado seja interditada e a estrutura do imóvel protegida”, explicou o coordenador da Defesa Civil, José Antônio Vieira.

De acordo com o coordenador, o atendimento à população, com a verificação de possíveis danos, é uma atividade realizada pelo órgão sempre que ocorre chuva intensa. Somente de ontem para hoje, quando os cinco pluviômetros instalados na cidade registraram uma média de 14,5 milímetros de chuva, quatro ocorrências foram registradas pelo órgão, incluindo a do Guarani, se referiram a desabamentos ou ao risco deles acontecerem.

Vitória da Conquista segue em alerta amarelo emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). “Com isso, nós orientamos que as pessoas se protejam dos raios, não se expondo em locais abertos como estacionamento, evitem trafegar com os veículos em locais de risco e ficar próximas às árvores, principalmente, em caso de ventos fortes”, reforçou José Antônio.

Em caso de situação de risco, o cidadão pode acionar a Defesa Civil, por meio do telefone 199.